Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 123 :: Setembro/2008 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

A ASTROLOGIA COMO CAMINHO ESPIRITUAL

Os signos fixos, a esfinge e os mitos do apego

Divani Terçarolli

Aquário: o mito de Prometeu 

PrometeuPrometeu era descendente dos primeiros Titãs. Seu nome significa “o previdente”, aquele que vê antes. Tinha um irmão gêmeo, Epimeteu, que significa aquele que vê depois. Como viu que Zeus venceria a batalha contra os titãs, resolveu ficar do lado dele e ganhou o direito de ir e vir do Olimpo. No entanto, sentia rancor pelos destruidores da sua raça e procurava favorecer os homens sempre que podia. Um dia Prometeu enganou Zeus, que ficou furioso com ele. Por castigo, decidiu privar os homens do uso do fogo. E Prometeu foi condenado a viver na Terra, entre os humanos que ele tanto protegia. Sem fogo, os homens começaram a passar frio e fome. Prometeu, então, pediu ajuda à deusa Atena, sua protetora, para que o ajudasse a entrar secretamente no Olimpo. A deusa, que  havia lhe ensinado as artes da Arquitetura, da Astronomia e da Cura, que ele transmitiu à humanidade, mais uma vez o ajudou. Ao chegar ao Olimpo, ele acendeu uma tocha no carro de fogo do Sol, levou-a para a Terra, escondida num caule oco de árvore, e a entregou  aos homens.

Zeus então resolveu se vingar pedindo a Hefestos, o ferreiro, que criasse uma mulher de barro. Os quatro ventos sopraram vida nela e todos os deuses a enfeitaram. Chamava-se Pandora. Ela foi mandada como presente de Zeus a Epimeteu, o irmão de Prometeu. Mas, avisado pelo irmão para não aceitar o presente de Zeus, ele recusou a mulher. Zeus, então, acorrentou Prometeu, nu, no alto da montanha do Cáucaso, onde, dia após dia, um abutre vinha bicar-lhe o fígado que à noite se refazia, tornando o sofrimento interminável. Epimeteu, alarmado com a sorte do irmão, aceitou casar-se com Pandora. Ela abriu uma jarra que Prometeu tinha advertido para deixar fechada, onde, com muito esforço, ele havia aprisionado todas as pragas que poderiam atormentar a Humanidade: Velhice, Fadiga, Doença, Insanidade, Vício e Paixão. As pragas fugiram numa nuvem e atacaram  a raça humana. A tímida Esperança, entretanto, retida na jarra, impediu, com suas mentiras, que os homens cometessem suicídio coletivo.

O impulso de ajudar a humanidade, presente em Prometeu, é próprio de Aquário. Prometeu redime a humanidade da escuridão da ignorância, ensinando as artes e as ciências. A perda do direito de usar o fogo simboliza a perda do direito à razão, ao conhecimento e à liberdade. Prometeu, como um perfeito aquariano, identifica-se com o seu grupo - a humanidade - e se preocupa com seu bem-estar e desenvolvimento,  ensinando-lhe  tudo que aprende com a deusa Atena. Ele se arrisca para dar aos homens o fogo criativo, mas, do ponto de vista dos deuses, ele comete um pecado. Muitas vezes, quando o ser humano faz qualquer esforço rumo à elevação da consciência, ele também sente que está cometendo um pecado; que está entrando no território dos deuses.

AguadeiroNo livro do Gênesis, Deus proíbe ao homem comer do fruto da árvore do conhecimento. Parece haver relação entre a figura de Zeus, ciumento das aquisições humanas, e o Deus bíblico, que também proíbe o acesso do homem ao conhecimento do Bem e do Mal. Pode ser que o preço a ser pago pelo homem, como em Prometeu, seja muito grande, talvez seja a dor da solidão, do isolamento que parece atingir aqueles que já não são mais como os outros homens, mas também não são como os deuses. Eles habitam um mundo à parte. Todos os campos de atividade tipicamente aquarianos, como a ciência, invenção, assistência social, psicologia, até a Astrologia, são acompanhados pela solidão. Parece ser o preço pago por ofender aos deuses. 

Aquário, signo da Ciência, da Intuição e dos ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, é a cabeça da Esfinge, indicando que o conhecimento deve ter como propósito o Bem comum, o interesse coletivo, o que só é possível quando esse conhecimento, o Saber, se transforma em Sabedoria. Lembremos que o antigo regente de Aquário é Saturno, indicando a sabedoria que se adquire com o tempo e com a experiência.

Ninguém acende uma lâmpada e a cobre com um vaso ou a põe debaixo da cama; mas a pões sobre um castiçal, para iluminar os que entram. Porque não há coisa oculta que não acabe por se manifestar, nem secreta que não venha a ser descoberta. Vede pois, como é que ouvis. Porque ao que tiver, lhe será dado; e ao que não tiver, até aquilo que julga ter lhe será tirado. (Lucas 8. 16-18)

A primeira frase fala sobre a responsabilidade de indicar o caminho aos irmãos menores. A última significa que quanto mais recebemos de Deus, mais aumenta a nossa responsabilidade e o dever de trilhar o reto caminho.

Fraternidade é nos sentirmos filhos de um mesmo Pai. Mas esse sentimento só  existe quando há AMOR. O Sol é a mais alta expressão do Amor: - Amor Desprendimento, Amor Doação, Amor Vida. O Sol brilha sobre  bons e  maus, justos e  injustos, e a ninguém se nega; pois Amor que se guarda, que não se derrama, não é Amor, é egoísmo.

Respondeu-lhe Jesus: Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede. Mas o que beber da água que eu lhe der jamais terá sede. Mas a água que eu lhe der virá a ser nele fonte de água que jorrará até a vida eterna. (João 4. 13-14)

A água que é inesgotável é a conexão com a fonte de toda vida, ou seja, o Pai Celestial. Aqui um símbolo de Aquário, o aguadeiro, que despeja a água a todos os que dela necessitam.

QUERER – SABER – (Eixo Leão/Aquário)

O ser humano precisa querer acessar o seu Sol. Nosso papel no mundo tem a ver com nosso Sol. O signo onde se encontra o Sol indica a missão pessoal, nosso papel no mundo, o propósito individual que estamos tentando manifestar em nossas vidas para revelar nossa verdadeira natureza, nossa individualidade, nosso poder  pessoal, vontade, vitalidade e expressão criativa.

Quando a consciência de ser separado (EGO) se transforma na consciência de pertencer a algo maior do que nós mesmos (SELF), isso é Individuação: não nos identificamos mais com aquilo que nos separa do outros, com as nossas particularidades, mas sim com o que é essencial em nós, livre da máscara da personalidade, que é nossa humanidade. A diversidade brota da consciência da unidade. Universo é o verso d’Aquele que é Uno. Eu e o Pai somos um. Quem é um com o Todo, é tudo!

Na grande maioria dos mitos antigos, o Herói Solar tem que enfrentar grandes perigos e desafios, antes que possa retornar, purificado e vitorioso, para receber sua recompensa. Durante a jornada, vai desenvolvendo suas qualidades e recebendo alguns dons:

  • por seu desprendimento (Touro),
  • simplicidade e amor (Leão),
  • conquista dons espirituais (Escorpião), que devem ser usados para
  • servir à Humanidade (Aquário).

Conclusão

“Torna-te aquilo que é por natureza”  
(Píndaro)

A trajetória humana é uma jornada em busca da consciência. Adquirir consciência é mais ou menos como ser uma célula do nosso corpo que sabe que é uma célula de pele ou de fígado, mas que, acima de tudo, é parte desse corpo.

  • A diversidade brota da consciência da unidade. Uni-verso é o verso d’Aquele que é Uno.  

Eu e o Pai somos um. Quem está unido ao Todo, é tudo. Isso é Individuação. Segundo Jung, Individuação é o processo de tornar-se si mesmo, ou o nascimento da Vontade de Deus no indivíduo. Eu acrescentaria que é a descoberta da resposta às perguntas: Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos?

O Mundo - Arcano 21No arcano 21 do Tarot - O Mundo - temos os mesmos quatro animais da Esfinge. É uma das melhores cartas do baralho, indica o triunfo sobre as dificuldades.

“Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo." (João 16. 30)

Os signos fixos indicam um caminho, um caminho de volta a casa do Pai. Como dizia Santo Agostinho: “Viemos da Divindade e para ela havemos de voltar”. Enquanto caminhamos, devemos ser como o arcano O Louco do tarot: um viajante sem casa, que tem um lar em cada lugar, um irmão em cada Homem e Deus acima de tudo.

“O amor e o ódio não podem tocá-lo. Os ganhos e perdas não podem afetá-lo. A honra e a humilhação não podem danificá-lo. Por isto é considerado o mais nobre sob o céu.”

(Tao Te King, cap.56)

A esfinge de Gizé é uma mensagem cifrada, repleta de simbologia sagrada. Nem todos podem compreender essa mensagem, dentro daquele mesmo espírito que fez Jesus dizer “Não atireis pérolas aos porcos...” O conhecimento sagrado deve ser “apreendido”, e não apenas aprendido, por aqueles que fazem jus a ele. Como dizia o velho mestre: "A Astrologia não é para quem quer, é para quem a merece." Porque, acima de tudo, ela é uma das mais perfeitas chaves para a compreensão de si mesmo e do caminho que leva à religação do homem com seu Criador - o verdadeiro RELIGARE.

Outros artigos de Divani Terçarolli.

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Divani Terçarolli - A Astrologia como caminho espiritual | Os signos fixos, a esfinge e os mitos do apego |
| Escorpião: o mito de Hércules e a Hidra de Lerna | Aquário: o mito de Prometeu |
Alexey Dodsworth - Dorival Caymmi | É doce morrer no mar |
Valdenir Benedetti - Astrologia do Presente | Introdução |
| Sobre a utilidade dos guarda-chuvas | Os níveis de abordagem do símbolo |

Edições anteriores:

Niso Vianna - Astrologia Mundial | A Grande Depressão da década de 30 |
Niso Vianna - Previsões para Brasil e Estados Unidos | 2010, uma crise a caminho |
Equipe de Constelar - Eventos | O que anda na boca do astrólogo brasileiro | Os planetas que não dão IBOPE |
Fernando Fernandes - Astrológica 2008 | Com quantos clipes se conta uma história |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva