Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 104 :: Fevereiro/2007 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

A POSSE DO PRESIDENTE E DOS GOVERNADORES

Serra, Yeda, Aécio, Eduardo e Luiz Henrique

Fernando Fernandes

Enquanto Serra e Yeda Crusius terão de conduzir São Paulo e o Rio Grande para longe dos impasses econômicos indicados pelo Ascendente em Touro e pela ênfase no eixo das finanças, Minas, Pernambuco e Santa Catarina enfrentam a mutabilidade de condições simbolizada pela Lua no Ascendente. Desses estados pode sair o futuro presidente da República.

Posses 2007: veja os mapas

Presidência da República | Amapá |
Acre | Bahia | Ceará | Distrito Federal | Goiás | Minas Gerais | Paraná | Pernambuco | Rio de Janeiro | Rio Grande do Sul | Santa Catarina | São Paulo |

São Paulo

Como a posse de Serra foi transmitida pela TV para todo o Brasil, não foi difícil obter os horários precisos de todos os momentos da solenidade:

  • Às 15h25 Serra chega à Assembléia Legislativa;
  • Às 15h29 começa a execução do Hino Nacional;
  • Às 15h33 Serra começa a leitura do termo de posse. Por uma falha do sistema de som, somente as últimas palavras são ouvidas;
  • Às 15h33m50s Serra é declarado empossado;
  • Às 15h41 Serra inicia seu discurso, onde, em vez de apresentar dados factuais, prefere discutir conceitos éticos e destacar a necessidade de repensar as diretrizes que deverão nortear o governo do Estado e do País.

Posse de José Serra como governador de São Paulo - 01.01.2007, 15h33min50s HV (-02:00)
São Paulo, SP - 046w37, 23s32. Fonte: transmissão da TV Cultura (Marcos Pelegrini,
na lista de discussão Databrasil, registra o horário de 15h33)..

O pisciano José Serra assumiu com Netuno no Meio do Céu na condição de planeta mais angular e também como um dos dois planetas em aspecto mais exato com a Parte da Fortuna na casa 6 (o outro é Marte). Serra praticamente compartilha o mesmo mapa de posse de Yeda Crusius no Rio Grande do Sul. O mais lógico, portanto, é analisá-los em conjunto.

Quanto ao mapa de nascimento de Serra, pode ser visto em artigos anteriores de Constelar, na edição 51, de setembro/2002, e na edição 75, de setembro/2004.

Rio Grande do Sul

De acordo com o site ClicRBS, eis o horário da posse de Yeda Crusius:

Depois do Hino Nacional Brasileiro, executado ao vivo na Assembléia Legislativa do Estado pelo pianista Jean Presser e pela soprano Cristina Sorrentino, por volta das 16h30min do dia 1º de janeiro de 2007, a paulista Yeda Rorato Crusius assinou um documento histórico: o termo que faz dela a primeira governadora do Rio Grande do Sul.

Posse de Yeda Crusius como governadora do Rio Grande do Sul - 01.01.2007, 16h30 HV (-02:00) - Porto Alegre, RS - 051w11, 30s04. Fonte: ClicRBS

A nova governadora só deixou a Assembléia por volta de 17h30, para dirigir-se ao Palácio Piratini com vistas à solenidade da transmissão do cargo.

Yeda, cujo mote de campanha fora a frase "O novo está logo ali adiante", assume o Rio Grande do Sul numa situação dificílima, a mesma que fez submergir a popularidade do governador precedente, Germano Rigotto, e subtrair-lhe as chances de reeleição: o comprometimento da quase totalidade das receitas estaduais com despesas de custeio e de pessoal, impedindo qualquer disponibilidade para novos investimentos.

Considerando as duas cartas

A maior diferença entre as posses de Serra e Yeda é o planeta mais angular no mapa de cada uma: Netuno para Serra e Saturno para Yeda. A outra diferença é que Júpiter, regente da 8 em ambas as cartas, na posse de Serra encontra-se na própria cúspide da 8, enfatizando ainda mais esta casa, que já é a mais ocupada do mapa. Por outro lado, o Sol de casa 8 da posse de Serra, dispositor de Saturno, encontra-se em conjunção exata com a cúspide da 9, o que o leva a atuar mais nesta casa do que naquela que realmente ocupa.

Traduzindo em miúdos: o foco da gestão tanto de Serra quanto de Yeda será a administração da economia, especialmente da dívida pública. Yeda Crusius terá de enfrentar um quadro mais difícil, lidando com poderosas resistências que se colocarão abertamente contra a governadora. O mapa da posse de Yeda mostra um grande potencial de conflito com os caciques políticos estaduais, especialmente aqueles que defendem os interesses dos grandes proprietários. A governadora corre o risco de isolar-se dos partidos tradicionais - inclusive de suas próprias bases - e enveredar por um caminho muito voluntarista.

Já José Serra, que enfrenta um quadro bastante semelhante, tem um grande trunfo a seu favor: uma melhor sintonia com o Judiciário (Sol na cúspide da 9 em sextil com Urano na 10), que lhe permitirá melhores condições para um reordenamento jurídico das questões que entravam a administração paulista. De qualquer forma, não será fácil: Netuno no Meio do Céu costuma ser um indício de dispersão de esforços administrativos ou de governante com dificuldade para corporificar seus melhores planos de governo.

A melhor contribuição que Serra poderia dar a São Paulo e ao país seria utilizar este Netuno no Meio do Céu, assim como o destaque da casa 9 pela presença do Sol e do regente do Ascendente, para ser o porta-voz de uma nova utopia política, defendendo e tentando colocar em prática um modelo de gestão mais ético e mais inclusivo.

A nota mais dissonante no mapa da posse de Serra - e que se repete nas posses de Yeda Crusius e do próprio presidente Lula - é a oposição entre Lua e Marte, considerando que a Lua rege a casa 3 - os caminhos, as vias públicas - e Marte rege a 12, do submundo, das organizações clandestinas e dos presidiários. É um aspecto que pode indicar que São Paulo continuará a sofrer com o terrorismo urbano do PCC. Como a Lua ocupa a cúspide da casa 2, em Gêmeos, é óbvio que isso terá reflexos na economia, especialmente no comércio. No caso do Rio Grande do Sul, uma situação que se enquadra no aspecto é a possibilidade de fechamento de estradas por grupos de sem terra. Para o país como um todo o aspecto pode ter tantas traduções que seria tedioso enumerá-las. A constante, porém, é sensação de insegurança da população nas vias públicas: é a gente comum (Lua) vivendo o medo dos ataques dos grupos que se protegem na sombra da casa 12.

Minas Gerais

De acordo com o site do jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte, às 16h35 o governador reeleito, Aécio Neves, acabara de chegar à Assembléia Legislativa para a formalidade de posse. Às 16h55, já empossado, fazia o seu discurso. Calculamos o mapa para o horário mais provável - 16h50.

Posse de Aécio Neves como governador de Minas Gerais - 01.01.2007, 16h50 HV (-02:00) - Belo Horizonte, MG - 043w56, 19s55. Fontes: Hoje em Dia e O Estado de Minas.

Mesmo que a posse tivesse ocorrido dez minutos antes (o que não parece muito provável), o Ascendente já estaria no signo de Gêmeos.

Pernambuco

A posse do novo governador Eduardo Campos (PSB), inicialmente marcada para o horário da manhã, teve início às 15h22 na Assembléia Legislativa de Pernambuco. Por volta de 15h30 Campos foi conduzido à mesa diretora para fazer o juramento e ser declarado empossado. A solenidade já estava praticamente encerrada às 15h49. Dentro desse intervalo de tempo, optamos por calcular o mapa para o horário das 15h40, por parecer-nos o mais compatível com a lógica da cerimônia.

Posse de Eduardo Campos como governador de Pernambuco - 01.01.2007, 15h40 (-03:00) - Recife, PE - 034w54, 08s03. Fontes: Diário de Pernambuco e Jornal do Commercio.

Campos foi saudado pelo público com gritos de "Arraes, guerreiro do povo". Trata-se de uma homenagem a Miguel Arraes, falecido em 2005, de quem o novo governador é neto e herdeiro político.

Santa Catarina

A posse do governador reeleito Luiz Henrique (PMDB) foi uma das mais tardias do país. Em nota das 19h37, o site ClicRBS anunciava:

Começou por volta das 18h50min a cerimônia de posse do governador de Santa Catarina Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e seu vice Leonel Pavan (PSDB), no CentroSul, em Florianópolis.

O presidente da Assembléia Legislativa de Santa Catarina, deputado Júlio Garcia (PFL), abriu o evento com um breve discurso. (...)

Considerando o tempo para o "breve discurso" e outras formalidades, a posse ocorreu pelo menos às 19h (horário adotado para o cálculo do mapa).

Posse de Luiz Henrique como governador de Santa Catarina - 01.01.2007, 19h HV (-02:00) - Florianópolis, SC - 048w34, 27s35.

Considerando as três cartas

Ao contrário das posses de Lula, Serra e Yeda Crusius, que carregam a energia dos signos fixos nos ângulos, os governadores de Minas e Pernambuco assumiram quando os signos mutáveis ocupavam o Ascendente e o Meio do Céu, o que já estabelece uma primeira característica: a maior flexibilidade, ou o maior "jogo de cintura" na condução dos respectivos mandatos. Como a rápida Lua ocupa a casa 1 e o imprevisível Urano faz conjunção com o Meio do Céu, o fator mutável ganha ainda maior destaque. O mapa da posse de Aécio Neves, com Júpiter angular, parece mostrar uma gestão mais afortunada que a de Eduardo Campos (Marte e Urano angulares, indicando um período de governo bastante acidentado). Tanto Aécio quando Eduardo se beneficiam do fato de que a Lua na casa 1 (representando a opinião pública) está em trígono com Netuno na 9, co-regente da casa 10 (o governante). O trígono está presente em todas as posses ocorridas no horário da tarde, mas só nestes casos os planetas envolvidos simbolizam o acordo entre povo e governante. Melhor ainda: indicam a possibilidade de acréscimo na popularidade e no carisma do governador. Se isso se confirmar, Aécio Neves e Eduardo Campos despontam como fortes nomes a considerar para a eleição presidencial de 2010.

Já a posse de Luiz Henrique, em Santa Catarina, ocorre sob um mapa híbrido: um signo mutável no Ascendente e um cardinal (Áries) no Meio do Céu. Como Marte está na casa 6 em trígono com Saturno na casa 2 mas recebe ao mesmo tempo a oposição da Lua, regente da mesma casa 2, na 12, temos duas possibilidades contrastantes: de um lado, a de crescimento econômico com base na expansão do emprego e em atividades lícitas, especialmente na indústria; de outro, a desorganização da produção em função do contrabando e da informalidade. A presença de Plutão angular (uma situação rara em outros mapas de posse) reitera esta questão e estreita as possibilidades de sucesso de Luiz Henrique, que estão condicionadas ao apoio decidido ao setor formal da economia e ao combate à sonegação.

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores

A posse de Lula
As posses no Paraná, no Acre e no Amapá
Cinco Estados com Ascendente em Peixes

Outros textos de Fernando Fernandes.



Atalhos de Constelar 104 - Fevereiro/2007 | Voltar à capa desta edição |

Fernando Fernandes - As posses do presidente e dos governadores: veja os mapas | Lula, refém de Algol | Amapá | Acre | Bahia | Ceará | Distrito Federal | Goiás | Minas Gerais | Paraná | Pernambuco | Rio de Janeiro | Rio Grande do Sul | Santa Catarina | São Paulo |

Edição anterior:

Presságios2007 - Previsões para o Brasil e o mundo
Fernando Fernandes - Presságios2007 | A insustentável leveza do ano novo |
Silvia Ceres - Presságios2007 | Uma panorâmica de 2007-2008 |
Viviana Rodriguez - Bolívia e Venezuela | Os poderosos chefões |
Raul V. Martinez - Presságios2007 | Éris na carta dos Estados Unidos |
Fernando Fernandes - O Brasil em 2006: sem avião e sem calcinha | O Brasil sem calcinha | O Brasil sem avião |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva