Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 84 :: Junho/2005 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

PERFIL ASTROLÓGICO

MST, o Céu dos Sem Terra

Raul V. Martinez

A grande marcha do MST de maio de 2005

A grande marcha do MST, de 200 quilômetros, com cerca de 12 mil pessoas, chegou a Brasília no domingo, dia 15 de maio de 2005, sob a conjunção de Urano-Marte a 10 e pouco de Peixes, em oposição fechada à Lua da carta especulativa do movimento. Urano (o imprevisto), regente do Ascendente dessa carta; Marte (força, violência), planeta do Meio do Céu, regente do Meio do Céu e da casa 3, das comunicações e dos movimentos. Terminou em conflito entre sem-terra e policiais militares na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, no início da noite do dia 17. Um carro da PM tentou passar entre os sem-terra e teria sido atacado. Os policiais reagiram com cassetetes e a multidão avançou sobre eles com paus, pedras e mastros de bandeiras. Conforme o que foi noticiado, entre os soldados há 18 feridos e entre os sem-terra, 32.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu representantes do MST e se comprometeu a mudar os critérios de produtividade para definir desapropriações para reforma agrária - idéia que já havia provocado irritação de produtores rurais e discordância do ministro da Agricultura. O governo também prometeu liberar R$ 234 milhões bloqueados e enviar projeto de verba suplementar para assentar 400 mil famílias até 2006, 115 mil este ano.

Do jornal O Estado de S.Paulo de 18.05.2005, página A3:

"Ainda não sabemos de que forma o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que recebeu ontem uma comissão de representantes da entidade, poderá acolher a pauta de reivindicações do movimento, constante de 16 itens. Supomos, no entanto, que o presidente terá grandes dificuldades em atender a algumas delas. Com efeito, por mais que o presidente do Brasil desfrute de um bom relacionamento pessoal com seu colega norte-americano, achamos pouco provável que Lula consiga obter de Bush - para satisfazer a uma das exigências dos sem-terra brasileiros - a retirada das tropas norte-americanas do Iraque. (...) Observe-se que à grande marcha foram 'incorporados' habitantes de periferias urbanas, que jamais haviam tido qualquer experiência no trato com a terra. Certamente, há uma questão, que não consta do 'programa de governo' de 16 pontos do MST, que poderia ser bem encaminhada a partir do diálogo entre o presidente Lula e os coordenadores do MST. Seria o registro legal desse movimento, que apesar de ter assumido grande importância política e social, apesar de mobilizar muitos recursos (federais, estaduais e municipais), permanece em plena clandestinidade, atuando por meio de intermediários e sem ter a menor responsabilidade de prestação de contas. (...) o governo não passaria pelo constrangimento de receber um movimento fora da lei, sem existência jurídica - e aqui nem nos referimos aos métodos ilegais de que tem lançado mão para estruturar-se e crescer, tais como: o esbulho possessório; a depredação de bens públicos (como as cabines de pedágio) e particulares (como as sedes de fazendas); os saques de caminhões; o impedimento da liberdade de ir-e-vir das pessoas, por meio da ocupação e interdição de vias públicas; o cárcere privado a que submetem empregados de propriedades rurais produtivas; a ocupação de prédios públicos - e tantos outros atos de claro desrespeito à lei e à ordem pública."

Abril Vermelho

Em abril de 2004 o MST aumentou o número de invasões de terras e de protestos contra o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) em todo país.

No início de abril Saturno transitava em oposição a Mercúrio do MST, dispositor da Lua, regente de sua casa 8. Durante o mês Marte e Vênus transitaram em Gêmeos, em oposição a Urano, Nodo Sul e Vênus do MST. Netuno esteve durante o mês de abril de 2004 em quadratura com Saturno do MST, e Urano esteve em trígono com Marte do MST. Júpiter Rx, durante o mês, esteve junto da Lua do MST. Plutão, também retrógrado, esteve em torno de 22 de Sagitário, próximo de Vênus do MST.

Testando o mapa especulativo do MST

Prêmios recebidos pelo MST, ou por pessoas ligadas a ele, entre 1986 e 1995
( http://www.mst.org.br )

  • O primeiro prêmio relacionado no site do MST é o "Vladimir Herzog" de Anistia e Direitos Humanos - 8ª Edição, concedido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo, ao Jornal dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, na categoria Imprensa do Movimento Sindical e Popular, em outubro de 1986 (o dia não é fornecido).

Nessa época, além de Plutão estar em Escorpião (signo do Meio do Céu do MST), também estavam nesse signo, Mercúrio (jornalismo) e Vênus, regente da casa 9 (julgamentos) - casa que está em Libra (as avaliações). No dia 10 de outubro, Marte regente da casa 3 (comunicações) esteve sobre o Sol do MST.

  • No dia 8 de novembro de 1990, com o Sol sobre Saturno do MST, mais Plutão sobre Vênus, e Mercúrio - todos em Escorpião - o MST recebeu Menção Honrosa, do Prêmio "Vladimir Herzog", do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo. A entrega foi na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, e a homenagem veio em nome de Otávio Amaral, José Gowaski, Idoni Bento e Augusto Moreira, presos por 19 meses por causa do conflito da Praça Matriz.

Mais ainda, Urano estava sobre Mercúrio do MST, e Júpiter (legislativo) em trígono com Urano do MST (regente de seu Asc).

O massacre de Eldorado do Carajás, em 1996, foi um dos momentos mais dramáticos da história do MST. Na foto, cena do enterro das vítimas.

  • No dia 16 de outubro de 1991, quando Saturno e a Lua estiveram sobre o Sol do MST, e Júpiter em quadratura com Júpiter e a Lua da carta do Brasil, o MST recebeu a "CHAVE DA CIDADE DE PORTO ALEGRE", das mãos do prefeito Olívio Dutra - PT/RS, após Marcha de 450 Km.
  • No dia 9 de dezembro de 1991, com Vênus, regente da casa 9 (o estrangeiro, o distante) no Meio do Céu de sua carta especulativa, o MST recebeu o Prêmio "NOBEL Alternativo", concedido pela Fundação The Right Livelihood Awards - da Suécia. Concedido "Pelo Direito à Vida Plena" - ao MST e à CPT, no Parlamento Sueco, em Estocolmo. Nesse dia, Marte, Mercúrio e o Sol estavam em Sagitário (novamente o estrangeiro), e Urano, Netuno, Lua e Nodo Norte da Lua em Capricórnio.
  • Em 31 de março de 1992 o MST recebeu a Medalha "CHICO MENDES de Resistência", concedida pelo Grupo Tortura Nunca Mais - Rio de Janeiro. Prêmio criado em 1989 para homenagear a luta contra a ditadura militar, contra a tortura, e as lutas populares de resistência, em defesa dos direitos humanos e contra a violência rural e urbana. A medalha é entregue sempre no dia 31 de março, dia em que ocorreu o golpe militar, em 1964.

Nesse dia Júpiter estava em quadratura com Júpiter e com a Lua da carta do Brasil - astros associados à agricultura do país. E Saturno estava em quadratura com Saturno da figura do MST.

  • Em 8 de janeiro de 1993 o MST foi paraninfo da 2ª turma de formandos em Ciências Sociais da Unisinos de São Leopoldo - RS. Nesse dia houve uma tríplice conjunção, bastante fechada, do Sol com Urano e com Netuno, na casa 12 do MST. Conjunção que esteve em oposição a Marte e a Lua. Todos em quadratura com Júpiter, na casa 9 do MST.
  • Em 1993, Ivonete Tonin, por seu trabalho junto aos sem-terras, permaneceu presa por seis meses em Dourados (MS). Recebeu a Medalha "CHICO MENDES de Resistência", concedida pelo Grupo Tortura Nunca Mais, do Rio de Janeiro.
  • Em 25 de março de 1994 - dia em que houve conjunção de Saturno com Mercúrio, em oposição à Lua, todos em quadratura com Júpiter e Lua do Brasil -, Egídio Brunetto, destacando o trabalho do MST, recebeu prêmio (uma estatueta) concedido pelo Centro de Direitos Humanos Marçal de Souza de Campo Grande - MS.
  • Em 4 de novembro de 1994, com Vênus, Sol, Nodo Norte da Lua, Júpiter, Lua e Plutão, todos em Escorpião, o MST recebeu pelas mãos de Clara Charf, viúva de Carlos Marighela, o Prêmio Estadual de Direitos Humanos "EMMANUEL BEZERRA DOS SANTOS", concedido pelo Movimento Nacional de Direitos Humanos e Comitê em Defesa da Vida, do Rio Grande do Norte.
  • Em 16 de dezembro de 1994, dia em que Saturno estava em quadratura com Júpiter e a Lua da carta do Brasil, e a Lua esteve sobre esses astros, o MST recebeu certificado de "HONRA AO MÉRITO", concedido pela Associação Esportiva Juventus de João Câmara - RN.
  • Em 11.12.1995, Edgar Jorge Kolling, recebeu o Prêmio "ITAÚ-UNICEF DE EDUCAÇÃO E PARTICIPAÇÃO" (2° lugar), pelo programa de educação que o MST desenvolve nas áreas de assentamento da Reforma Agrária.
    - Em 15.12.1995 o MST recebeu o Prêmio "MEMORIAL DE LA PAZ Y LA SOLIDARIDAD ENTRE LOS PUEBLOS", concedido pela Fundación Servicio Paz y Justicia da Argentina.
  • Em 21.12.1995, Diolinda Alves de Souza recebeu a Medalha "Ordem do Mérito Legislativo Municipal" (Grau Insígnia), concedida pela Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Na época desses três últimos prêmios houve agrupamento planetário envolvendo Sagitário e Capricórnio - signos que cobrem a casa 11 (dos amigos e projetos) do MST.

Leia outros artigos de Raul V. Martinez.

Leia também de Fernando Fernandes:
João Pedro Stédile e José Rainha, as caras do MST



Atalhos de Constelar 84 - junho/2005 | Voltar à capa desta edição |

Milosevic, o leão predador | O conflito na Iugoslávia | Milosevic e a limpeza étnica | A guerra do Kosovo |
MST, o céu dos Sem Terra |
Origens e mapa | Confirmando o mapa | Lideranças: Stédile e Rainha |
Ademar Eugênio de Mello | Perfil de um pesquisador |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.