Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 111 :: Setembro/2007 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

ENFOQUES DIDÁTICOS

Lilith, a Lua Negra

Raul V. Martinez

A Lua Negra não é um corpo celeste, mas sim o foco vazio da órbita da Lua em torno da Terra. Sua posição no mapa pode indicar sentimentos de falta, assim como o lado sombrio e escabroso da personalidade.

Em 23 de setembro de 1846, Johann Galle, do Observatório de Berlim, confirmou a presença de Netuno na posição calculada matematicamente por Le Verrier. Nesse mesmo ano, concordando com as ilusões e os enganos associados a Netuno, Frederic Petit, diretor do observatório de Toulouse, na França, anunciava a descoberta de uma segunda lua da Terra - fato que possivelmente teria sido esquecido se Júlio Verne, em Da Terra à Lua, não tivesse escrito:

"Sim, meu amigo, ela tem duas luas, apesar de se acreditar normalmente que tem apenas uma. Mas esta segunda lua é tão pequena e a sua velocidade é tão grande que os habitantes da Terra não a conseguem ver. Foi por notar alguns distúrbios que um astrônomo francês, Senhor Petit, pôde determinar a existência desta segunda lua e calcular sua órbita. De acordo com ele, uma volta completa em torno da Terra demora três horas e vinte minutos..."

Nos anos seguintes, muitos astrônomos, principalmente amadores, passaram a procurar a segunda lua da Terra.

  • Em 1898, o Doutor Georg Waltemath, de Hamburgo, comunicou ter descoberto um sistema de pequenas luas da Terra, fornecendo elementos orbitais de uma delas, predizendo que passaria em frente ao Sol entre 2 e 4 de fevereiro de 1898. Isso despertou grande interesse público e muitos danos visuais.
  • Em 1918, o astrólogo Sepharial voltou a considerar essa lua de Waltermath, dizendo que por ser escura não era visível a maior parte do tempo. Sepharial chamou esse satélite hipotético de Lua Negra ou Lilith. Com os elementos orbitais de Waltermath calculou suas efemérides para uso astrológico.
  • Em 1926, a revista astronômica alemã "Die Sterne" publicou que o astrônomo amador W. Spill havia observado uma segunda lua atravessando o disco da Lua, em 24 de Maio de 1926.
  • Quando os primeiros satélites artificiais foram lançados em 1957 e 1958, por registros fotográficos de suas posições, foi constatado que a Terra pode ter outros satélites naturais, próximos a ela, mas por períodos curtos. São meteoróides que tocam a atmosfera superior e perdem velocidade, fazendo com que alguns deles entrem em órbita, com um número de revoluções entre uma e cem, por um máximo de tempo de 150 horas. É possível que Petit tenha se referido a um desses satélites efêmeros.

Lilith ou Lua Negra

A Lilith, ou Lua Negra, utilizada atualmente não é um satélite da Terra, mas sim o apogeu lunar, como foi proposto (ou relembrado) por Don Néroman, na época em que Plutão foi descoberto.

Don Néroman é o pseudônimo do astrólogo francês Maurice Rougié, engenheiro de minas, que fundou o Collège Astrologique de France em 1933. Autor de mais de vinte livros, Neroman considerou que o sistema fundamental Sol-Terra-Lua, além dos corpos celestes, envolve elementos orbitais importantes em termos astrológicos: o foco vazio da órbita lunar (o apogeu lunar), que, segundo ele, os Antigos chamavam de Lua Negra ou de Lilith; e o eixo dos nodos lunares, que os Antigos chamavam de Dragão. O primeiro, do sistema Terra-Lua, e o segundo, do sistema Lua-Sol, sendo Lilith uma antena passiva e o Dragão uma antena ativa - ambos atuando fortemente em todos os seres vivos.

A órbita lunar é uma elipse que tem um dos focos no centro da Terra; a longitude do foco vazio dessa elipse, que coincide com o apogeu lunar verdadeiro, é a Lua Negra ou Lilith, conforme esse conceito de Néroman.

Devido a Plutão e Lilith terem sido descobertos na mesma época, devem ter qualidades astrológicas próximas - de forma que Lilith pode ser uma espécie de contraparte feminina de Plutão. Por ser o foco vazio da órbita lunar, a Lilith são associados sentimentos de falta, de perda, de ausência, de frustração, de coisas inexplicáveis ou insatisfatórias, que precisam ser melhor compreendidas - sempre no contexto do signo, casa, aspectos (com órbitas da ordem de 3º) e movimento, se direto ou retrógrado. O sentimento de vazio pode se manifestar como desapego, algo de natureza impessoal, ou como furto e corrupção. A Lilith também são associadas as ações compulsivas, quase obrigatórias, como um carma do passado, que a semelhança do segundo foco da órbita lunar é pouco compreendido, por não ser visível. No mesmo sentido, sendo Lillith a Lua Negra, a ela é associado o lado sombrio e escabroso da personalidade - que pode eclipsar o racional. Finalmente, como apogeu lunar, tem sido vinculada ao clímax das situações.

À Lilith, no geral, são associados a libido, os poderes ocultos ou não visíveis, o inconsciente e o subconsciente, assim como os movimentos de libertação da mulher - tudo concordando, de certa forma, com características e atributos da Lilith (ou das Liliths) de diferentes mitologias e religiões.

Em cartas de nações e de empresas, os significados de Lilith se adaptam ao coletivo. Por ter natureza próxima à de Plutão - regente de Escorpião, signo de Água, ligado ao emocional, Lilith possivelmente esteja melhor nos signos de Água, e pior nos signos opostos, de Terra. Seu ciclo zodiacal é pouco menor que nove anos.

Talvez, devido à insustentável Lilith de Sepharial, Lilith tem sido pouco considerada pela maioria dos astrólogos, diferentemente dos Nodos Lunares, que estão presentes em quase todas cartas astrológicas. Mas, por sua importância, cada vez mais reconhecida, é possível que a descoberta de Lilith venha a ser incluída entre os fatos marcantes que ocorreram na época do descobrimento de Plutão.

Posições de Lilith em algumas cartas astrológicas

Marilyn Monroe - Nasceu no dia 01.06.1926, às 09:30 +8:00, em Los Angeles, CA - conforme foto de sua certidão de nascimento, apresentada por Bob Garner, em "The Curious Death of Marilyn Monroe". Maior símbolo sexual de sua época, tem Lilith a 12º50' de Leão, sobre o Ascendente, a 13º05' de Leão.

Marilyn Monroe

Ilona Staller, a Cicciolina - Nasceu em 26.11.1951, às 5:00, na cidade de Budapeste, capital húngara - conforme o AstroDatabank (AA). Radicada na Itália, em 1987, já consagrada atriz pornô, foi eleita deputada federal pelo Partido Radical, onde permaneceu até 1992. Fundou o Partido do Amor com a estrela de cinema italiana Moana Pozzi, para lutar pela legalização dos parques do amor, educação sexual e assuntos do gênero.

Cicciolina, carta natal

A carta construída com esses dados apresenta agrupamento em Libra (em parte da casa 11 e início da 12): Fortuna, Marte, Saturno, Vênus, Netuno e Lua. Plutão retrógrado está no Meio do Céu, e Lilith retrógrada, em Câncer, na cúspide da 9 (Regiomontanus), concordando com seu interesse pela política (misturada com significados de Lilith e de cidadania estrangeira). O Sol, regente do Meio do Céu, em Sagitário, na cúspide da 2, está em trígono com seu dispositor Júpiter, e com Éris, juntos, na casa 5, em Áries.

Bill Clinton e Monica Lewinsky - Protagonistas de relações sexuais que abalaram a cúpula do governo norte-americano.

Da Wikipedia (versão em inglês), no verbete Monica Lewinsky Scandal:

Clinton e Mônica Lewinsky tiveram relacionamentos sexuais entre 15 de novembro de 1995 e 7 de abril de 1996; depois disso tiveram mais dois encontros sexuais, em 28 de março e 29 de março de 1997.

A carta da Independência dos Estados Unidos, mais aceita atualmente (04.07.1776, 17:10 LMT, Filadélfia, Pensilvânia) tem Lilith retrógrada, a 27º07' de Leão, na casa 9 - que é a casa 12 derivada da décima (o que o poder, o governante, mantém oculto). Lilith está em oposição à Lua, em Aquário na casa 3 (povo, meios de comunicação). A Lua, regente da 8 (sexo, transformação), é muito importante, por dispor de Vênus, de Júpiter (regente do Ascendente), do Sol, de Mercúrio e da Fortuna.

Estados Unidos - Independência

Bill Clinton nasceu no dia 19 de agosto de 1946, às 8:51 +6:00, em Hope, AR - conforme o AstroDatabank (A). O Sol está a 26º00' de Leão, em trígono com Lilith (a atração sexual) a 27º07' de Sagitário, na 3 (a estagiária, próxima). O Sol, além de estar junto de Lilith da Independência norte-americana, as posições de Lilith nas figuras da Independência e do nascimento de Clinton estão exatamente em trígono.

Bill Clinton

A Lilith de Bill Clinton: Monica Lewinsky

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Raul V. Martinez - Lilith, a Lua Negra | O que é | Aplicação em alguns mapas |
Gregório Pereira de Queiroz
- Astrologia e sentido de realidade | Nem psique nem mundo exterior |
Thiago Veloso -
O significado de Saturno | Significado e ciclo no mapa natal |
Barbara Abramo -
Entendendo Estrelas Fixas | A história | O uso: precessão e mansões lunares |

Edições anteriores:

Fernando Fernandes - Desastre com avião da TAM em Congonhas | Crise aérea vira tragédia |
Antonio Carlos Harres (Bola) -
A tragédia de Congonhas | Os mapas dos pilotos do vôo 3054 |
Carlos Hollanda -
A tragédia de Congonhas | Um avião, um eclipse, um dragão, uma cidade |
Dimitri Camiloto -
O mistério do samba | 90 anos do lançamento de Pelo Telefone |
Anônimo da USP -
Horóscopo da Ocupação da USP | Um ato súbito | Um novo movimento estudantil? |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.