Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 94 :: Abril/2006 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

APLICANDO REVOLUÇÕES SOLARES

Rio de Janeiro, o céu em convulsão

Fernando Fernandes

Rolling Stones e tiro ao alvo

  • 1.2.2006 - Ascendente dirigido em 20° de Capricórnio: oposição a Saturno.
  • 4.2.2006 - Ascendente dirigido em 23° de Capricórnio: conjunção com Marte.

No dia 2 de fevereiro ocorreu no Rio um fato com pouco destaque nos meios de comunicação, mas bastante revelador do ponto de vista astrológico: uma mulher não identificada saltou de surpresa de um carro e fuzilou dois soldados da Polícia Militar e dois ambulantes que passavam pelo local. Resultado: dois mortos e dois feridos.

MULHER MATA PM COM TIRO DE FUZIL - 03/02/2006
O soldado (...) morreu ontem à tarde a caminho do hospital, depois de ser atingido por tiros de fuzil disparados por uma mulher na Avenida Brasil, na altura da Penha (...). O ambulante (...) de 72 anos, também foi atingido e morreu no local. (...) A mulher, ainda não identificada, saiu de um Fiesta prata e disparou contra os soldados (...). Os dois ambulantes estavam nas proximidades e não tiveram tempo de se proteger, segundo testemunhas. (...) Os PMs faziam o patrulhamento de trânsito na Avenida Brasil quando a assassina parou o Fiesta e saiu do carro atirando.

Comentário - A tônica das ativações da oposição Marte-Saturno do Rio de Janeiro é sempre o confronto com a autoridade. Na ocorrência de 2 de fevereiro, a assassina fez o papel do Marte agressivo, rebelde e individualista (age sozinho e de surpresa) que ataca a estrutura de repressão (os soldados, membros de uma corporação organizada).

  • 15.2.2006 - Sol dirigido em 27° de Aquário: quadratura com o Meio do Céu e conjunção com o Ascendente.

Na noite de 15 de fevereiro, mais uma vez a favela da Rocinha e a auto-estrada Lagoa-Barra ficaram na linha de tiro: traficantes ligados a uma das facções em luta no Rio invadiram a favela da Rocinha e mantiveram pesado tiroteio durante horas, com diversos feridos e vítimas fatais (na maioria, pessoas inocentes).

  • 19.2.2006 - Ascendente dirigido em 8° de Aquário: conjunção com Marte da carta radical (fundação do Rio de Janeiro).

Na noite de 18 de fevereiro de 2006 aconteceu o show dos Rolling Stones na praia de Copacabana. Foi um dos maiores shows de rock da história, com mais de 1,2 milhão de participantes (mais do dobro do famoso festival de Woodstock, em 1969).

Comentário - Ao que parece, o Marte do Rio de Janeiro, reprimido por Saturno tanto no mapa da fundação quanto no da Revolução Solar de 2005, precisa reagir afirmando-se em grande escala. Marte e Saturno, aliás, são planetas muito vinculados à história do rock, representando, respectivamente, a rebeldia estridente das guitarras (Marte) e a batida visceral (Saturno).

  • 22.2.2006 - Ascendente dirigido em 11° de Aquário: oposição a Saturno da carta radical (fundação do Rio de Janeiro).

Em 23 de fevereiro, no início da tarde, mais um capítulo da permanente guerrilha carioca. Inconformados com a morte de um comparsa durante um confronto com a polícia, traficantes do Morro Santo Amaro, no Catete, passaram meia hora atirando a esmo na população indefesa. Não se registraram feridos, mas o fato foi noticiado pelos jornais e redes de televisão com grande destaque, dado seu ineditismo: foi a primeira vez em que bandidos fizeram uma retaliação atirando diretamente sobre a população inocente de um bairro da zona sul do Rio.

Depois de atirar contra prédios públicos e na polícia, incendiar ônibus matando inocentes e ordenar o fechamento do comércio em diversas ocasiões, o tráfico de drogas atingiu um novo patamar em sua escalada de violência. (...)

Comentário - Os eventos de 18 de fevereiro (show dos Rolling Stones) e de 23 de fevereiro (tiroteio no Catete) podem ser relacionados com precisão não ao mapa da Revolução Solar, mas à carta radical que lhe deu origem, ou seja, a da própria fundação da cidade. Parece que a oposição Saturno-Marte desta carta de 1565 constituirá sempre um ponto sensível, correspondendo suas ativações a eventos importantes na vida do Rio de Janeiro.

  • 27.2.2006 - Ascendente dirigido em 16° de Aquário: conjunção com Netuno.

Três dias antes do aspecto exato, o museu Chácara do Céu, em Santa Teresa, detentor de uma belíssima coleção de arte contemporânea, sofreu um assalto cinematográfico em que foram roubadas as mais importantes peças do acervo. Revelando conhecimento de arte e muita ousadia, os ladrões levaram obras de Picasso [à esquerda: quadro La Danza], Salvador Dali, Matisse e Monet. A invasão do museu aconteceu durante o desfile do Bloco das Carmelitas, cujo nome faz referência ao convento das carmelitas, em Santa Teresa. No próprio dia do aspecto, a escola de samba Vila Isabel fez o desfile que a tornaria vitoriosa no carnaval carioca, com um enredo patrocinado pela empresa venezuelana PDVSA.

UM ROUBO MILIONÁRIO - 25/02/2006
Obras de arte avaliadas em até US$50 milhões (...) Em plena folia, o Rio sofreu ontem uma das maiores perdas em seu acervo cultural. Quatro assaltantes invadiram no fim da tarde o Museu da Chácara do Céu, em Santa Teresa, de onde levaram cinco obras de quatro mestres internacionais.

Comentário - O aspecto aconteceu em pleno carnaval, período que já tem uma forte conotação netuniana. Mas Netuno também é regente de desaparecimentos misteriosos (como o dos quadros) e de pessoas que se dedicam à vida reclusa contemplativa, como as monjas carmelitas de quem o bloco adotou o nome. Netuno é, finalmente, significador de petróleo, sendo que a Vila Isabel, que não ganhava um carnaval há 17 anos, desfilou com o patrocínio exatamente de uma indústria de extração e refino de petróleo!

O mapa do Rio de Janeiro está correto?

Para testar o horário utilizado para a fundação do Rio de Janeiro, montamos uma tabela comparativa das datas do vencimento das direções e da ocorrência dos eventos apresentados neste estudo. É o horário do mapa radical que determina os horários - e, portanto, os Ascendentes - de todos os mapas de retorno solar ou lunar calculados a partir dele. Se pudermos fazer previsões precisas a partir de uma Revolução Solar, isto significa que o mapa radical está correto. Se as previsões com base na Revolução Solar apresentam um desvio constante para data anterior ou posterior, podemos utilizar este desvio para retificar o mapa radical.

Eis a comparação entre as datas das direções e dos eventos correspondentes, válidos para a Revolução Solar do Rio de Janeiro no período 2005/2006:

PLANETA ENVOLVIDO DATA DA DIREÇÃO EVENTO DATA DO EVENTO DIFERENÇA
Sol/Pluto 3 a 7/4 Chacina na Baixada 31/03/05 menos 3 dias
Pluto 7/7 Lei do Pitbull 06/07/05 menos 1 dia
Saturno/Marte 2 a 5/8 Pitbulls e metrô 03/08/05 nenhuma
Netuno 28/8 Dona Vitória 25/08/05 menos 3 dias
Jpiter 29/10 Inundação 25/10/05 menos 4 dias
Urano/Netuno 26 a 28/11 Atentado contra ônibus 29/11/05 mais um dia
Urano 19/12 Seqüestro coletivo 13/12/05 menos 6 dias
Jpiter 28/1/06 Inundação 27/01/06 menos 1 dia
Saturno/Marte 1 a 4/2 Mulher fuzila PMs 02/02/06 nenhuma
Sol 15/2 Guerra na Rocinha 15/02/06 nenhuma
Marte 19/2 Rolling Stones 18/02/06 menos 1 dia
Saturno 22/2 Tiroteio no Catete 23/02/06 mais 1 dia
Netuno 27/2 Chácara do Céu 24/02/06 menos 3 dias
Netuno 27/2 Vitória Vila Isabel 27/02/06 nenhuma

Observando os resultados da coluna Diferença, podemos perceber que, em 8 dos 14 eventos apresentados, o evento ocorreu antes do vencimento da respectiva direção; em 4 casos, houve simultaneidade entre o evento e a direção; e, em apenas dois casos, houve atraso de apenas um dia entre o evento e o vencimento da direção. A conclusão - se bem que ainda preliminar, já que obtida a partir de uma amostra muito reduzida - aponta no sentido de que a fundação do Rio de Janeiro, em 1º de março de 1565, realmente ocorreu nas proximidades do meio-dia (hora local), mas com um ligeiro viés para um horário anterior. Sugere-se, como procedimento de confirmação, a aplicação da mesma técnica às Revoluções Solares de outros anos, comparando-as com o levantamento minucioso dos fatos ocorridos no mesmo período. Só após um considerável volume de verificações, será possível afirmar se o horário de fundação do Rio de Janeiro encontra-se realmente, como acredita o autor deste artigo, na faixa das 11h50 da manhã, hora local.

A revolução solar do Rio de Janeiro em 2006



Atalhos de Constelar 94 - Abril/2006 | Voltar à capa desta edição |

Valeria Bustamante - Vênus brasileira, uma dama à beira do abismo | A dama servidora e a dama generosa |Netuno em Aquário revela Vênus |
Fernando Fernandes - Rio de Janeiro, o céu em convulsão | O retorno solar de 2005 | A anciã que entrou numa fria e os terríveis trovões de Zeus | Tiroteios e Rolling Stones | Revolução Solar de 2006 | Tabela de Direções 2005/2006 | Tabela de Direções 2006/2007 |
Hanna Opitz - Política brasileira e previsões | Quíron para curar o Brasil |

Edição anterior:

Kátia Lins - Astrologia e contemporaneidade | A singularidade do mapa e a cultura do narcisismo |
Luiz Roberto Delvaux de Matos - Astrologia e Psicanálise | O mito de Prometeu e o elemento Fogo |
Vanessa Tuleski - Prática profissional | Quanto vale uma consulta? |
Dimitri Camiloto - Ciclos planetários e questões incômodas | Plutão em Leão: onde mora o perigo |
Raul V. Martinez - Astrologia Tradicional | Graus tenebrosos e infernais em Claude Dariot | Como William Lilly aplicava a técnica |
Equipe de Constelar - Congresso em Salta | Uma ponte entre a Vila Isabel e a Argentina |
Edil Carvalho - Comportamento | Elis Regina e planetas na casa 1 |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva