Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 89 :: Novembro/2005 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

FOGO EM BUENOS AIRES


A tragédia da discoteca Cromagnon

Em dezembro de 2004 um destrutivo incêndio na discoteca Cromagnon, em Buenos Aires, faz mais de 190 vítimas, quase todos jovens. Este artigo explora o papel de alguns indicadores astrológicos na eclosão da tragédia.

Em 30 de dezembro de 2004 ocorreu em Buenos Aires o incêndio na discoteca República de Cromagnon, a pior tragédia não natural da história da Argentina, que deixou um saldo de mais de 190 jovens mortos. Tudo começou por volta das dez da noite, durante o concerto do grupo de rock Callejeros, quando alguém da platéia disparou uma bengala (espécie de fogo de artifício) que atingiu o teto do local, ateando o fogo.

O fato de que as saídas de emergência estivessem travadas - ao que parece para que ninguém entrasse sem pagar - e de que o teto do local não fosse de material com tratamento anti-fogo, contribuíram para que o número de vítimas fosse tão elevado.

Entre os mortos encontravam-se até mesmo bebês. O fato provocou forte comoção em toda a Argentina, e um intenso movimento, nos meses posteriores, para prisão e punição dos culpados.

Não fosse o acontecido algo que comovesse não só a cidade de Buenos Aires, mas toda a Argentina (tendo ainda chocado milhões de pessoas em países vizinhos), talvez uma análise exclusiva sobre o mapa da cidade fosse suficiente para compreendermos o drama e para identificarmos os fatores que em geral são associados a incêndios e perdas drásticas. Fiz a escolha pelo mapa do país, lançando sobre ele os trânsitos do momento da tragédia, porque tal combinação se encaixa perfeitamente na situação concreta que os argentinos enfrentaram. Portanto, o impacto não é em Buenos Aires, é na Argentina inteira, daí o uso do mapa abaixo:

Círculo central: mapa radical da Argentina (09.07.1816 - Tucumã - 12h.)
Círculo externo: trânsitos do momento do incêndio
(30.12.2004 - Buenos Aires - 22:50h.)

De imediato é possível visualizar a quadratura de Urano e Marte, ambos em trânsito, ocorrendo nas casas 2 e 5. Esta última representa, entre outras coisas, para uma entidade coletiva, os locais de esporte de prazer e, sobretudo, lazer. Aspectos tensos como a quadratura entre esses dois planetas normalmente são associados a probabilidades altas de acidentes envolvendo maquinário, falhas elétricas em grandes sistemas e incêndios decorrentes de tais problemas. Estando ambos nas casas 2 e 5, temos algumas pistas sobre que setores podem ser afetados caso haja algum evento súbito envolvendo fogo, falha mecânica/eletrônica.

O incidente, entretanto, foi provocado, segundo consta na imprensa, por irresponsabilidade de algumas das partes envolvidas, não exatamente por falha técnica/eletrônica/mecânica. Entre os causadores estão alguns jovens que lançaram foguetes dentro da boate, sem atinar para o fato de que o teto com isolante sonoro é altamente inflamável. Do outro lado, o dono e os responsáveis pelo estabelecimento, que mantiveram portas de emergência trancadas.

Se observarmos o mapa acima, conjugando os trânsitos do dia com o mapa radical do país, logo identificamos Netuno em trânsito em oposição com o Marte argentino. Este sim, um aspecto característico de problemas como incêndios causados por negligência, distrações, entorpecimentos e proximidade de fogo com gases e com materiais altamente inflamáveis (por exemplo, o petróleo, cuja produção e localização têm analogia com Plutão e Netuno, no simbolismo moderno). Essa oposição Netuno-Marte costuma estar ativa em casos de pessoas que sofreram acidentes automobilísticos. Aliás, note-se a coincidência, ou melhor dizendo, a reiteração dos fatores casa 5-casa 11, Netuno-Marte, na revolução solar da Argentina iniciada em 08.07.2004:

Revolução solar para a Argentina em 2004 - 08.07.2004, 22:11.37h., Buenos Aires.

Contudo, um só aspecto não é suficiente para explicar e/ou identificar um problema daquela proporção. Marte em trânsito também fazia conjunção com Urano radical. A recíproca para Urano-Marte é basicamente a mesma para Marte-Urano. A diferença maior está na duração do aspecto: o trânsito de Marte demora muito menos para terminar do que o de Urano ou o de Netuno. Mas a ocorrência simultânea de ambos soma-se a um momento tão tenso quanto uma chamada "quadratura T", envolvendo a posição da Lua, de Marte e de Urano (todos em trânsito, aspectando-se entre si). A mesma Lua fizera conjunção com Marte cerca de um dia antes, o que pode indicar um potencial preexistente para situações arriscadas. Como assim? Juntamente com esse aspecto (que ocorre todo mês, para a Argentina, mas não necessariamente envolvendo riscos de incêndio) vinha acontecendo a já mencionada quadratura Marte-Urano. A Lua em trânsito, ao chegar àquele ponto, mostra uma intensificação incomum dos potenciais destrutivos da fase, porque, no mapa argentino, a configuração atingia pontos cruciais, passíveis de complicações como as que vimos.

Visite a página de Carlos Hollanda.



Atalhos de Constelar 89 - novembro/2005 | Voltar à capa desta edição |

Gerson Pelafsky - Astrologia tradicional aplicada ao esporte | William Lilly e o futebol |
Equipe de Astroletiva - Dignidades planetárias segundo Ptolomeu | Regência, exaltação, triplicidade, termos e faces |
Raul V. Martinez - UB313 em 7 de Setembro de 1822 | O novo planeta no mapa do Brasil |
Gicele Alakija - Perfil | Jaques Wagner, o articulador de Lula |
Carlos Hollanda - Aquário, amigo é pra se guardar | Mercúrio de Gêmeos, Mercúrio de Virgem | Antropologia da amizade |
Carlos Hollanda - Incêndio em Buenos Aires | A tragédia da discoteca Cromagnon |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva