Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 175 :: Janeiro/2013

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

BRASIL

Novos prefeitos, os problemas de sempre

Fernando Fernandes

Odorico ParaguaçuA nova safra de prefeitos do país iniciou seu mandato no primeiro dia de 2013 sob uma conjunção Sol-Plutão e uma oposição Lua-Netuno. Veja os mapas das posses em São Paulo, no Rio e nas demais principais cidades do país.

Odorico Paraguaçu (vivido por Paulo Gracindo) era o folclórico prefeito da cidade fictícia de Sucupira, na novela O Bem-Amado, de Dias Gomes. Tornou-se uma espécie de caricatura de todas as mazelas que assolam as prefeituras e câmaras de vereadores brasileiras. No primeiro dia de 2013, mais uma safra de dirigentes municipais tomou posse e terá quatro anos para mostrar a que veio. O mapa da posse de cada um é um bom indicador das tendências gerais de cada mandato. O mapa não nos informa nada sobre o caráter do prefeito, ou sobre sua capacidade de levar a administração municipal a bom termo. Dá, porém, com segurança, uma pista sobre a natureza das dificuldades e oportunidades que cada um enfrentará, assim como sobre o clima geral que acompanhará todo o mandato.

Cada prefeito tomou posse num local e horário diferente. Portanto, apesar de as posições planetárias serem muito próximas (apenas a Lua mudou de signo ao longo do dia), as posições por casa podem variar bastante. Veremos primeiro as tendências gerais, válidas para toda esta safra de novos prefeitos, e em seguida os mapas levantados especificamente para os novos prefeitos de Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Recife e Fortaleza.

O tom geral dos novos mandatos

Os prefeitos eleitos ou reeleitos para o quatriênio 2013-2016 devem se preparar para muito trabalho: o Sol, um símbolo universal de figuras de autoridade, está em Capricórnio e em conjunção com Plutão no mapa das posses. Administrações profundamente transformadoras é o que se espera de todos, assim como disposição para produzir incansavelmente, até o último dia do mandato. É um aspecto de seriedade e de coragem para trazer à tona e recuperar (ou eliminar de vez) aquilo que está deteriorado. Quantos prefeitos terão esse apetite?

Plutão em quadratura com Urano - um aspecto que se manterá praticamente até o final do mandato iniciado em 2013 - mostra o pano de fundo de todo este período, válido para o Brasil e também para o mundo: é o cenário da crise do atual modelo de desenvolvimento econômico, que precisa urgentemente de um "freio de arrumação". Uma característica desta quadratura é que vem trazendo inquietação e revolta contra maus dirigentes em todo o mundo. Nela (e mais especialmente em Urano em Áries) vemos o estopim da Primavera Árabe e das grandes marchas de protesto que se espalham por diversos países europeus. Aviso aos novos prefeitos: esta quadratura também pode atuar em nível municipal!

Marte em quadratura com Saturno é outro aspecto digno de toda a atenção quando aplicado a questões de administração pública. Marte é um princípio de ação, iniciativa, enquanto Saturno é estrutura, resistência e enrijecimento. Dependendo da disposição desses planetas nas casas, pode representar um prefeito cheio de gás que esbarra o tempo todo em estruturas emperradas ou, ao contrário, uma prefeitura cuja estrutura administrativa é periodicamente agredida por agentes internos ou externos: greves, vandalismo, crime organizado etc.

Não é um mapa que favoreça projetos faraônicos. É hora muito mais de recuperar o que já existe do que de construir algo totalmente novo. Algumas cidades brasileiras se transformaram em verdadeiros canteiros de obra em função da Copa do Mundo e de outros eventos de grande porte. Pois bem: não será a realização dessas obras que garantirá a reeleição dos prefeitos da nova safra. Júpiter e Netuno tensionados, e a Lua prestes a fechar aspectos tensos com ambos, falam de uma história recorrente, que a população brasileira conhece muito bem: candidatos eleitos em função da habilidade de marqueteiros competentes, esperanças, promessas mirabolantes que não se cumprem, desilusão. Ocorre que desta vez, na posse da maioria dos prefeitos, a Lua já estava em Virgem, signo do detalhe e da crítica minuciosa. Não nos espantemos se, daqui a quatro anos, esses prefeitos sejam avaliados muito mais pela qualidade do atendimento no pronto-socorro municipal do que pela imponência do novo estádio, ou pela velocidade do novo metrô.

Agora, os aspectos positivos: Urano em sextil com Júpiter favorece a ousadia e a inventividade. Já Netuno em sextil com Mercúrio está ao lado dos prefeitos dispostos a investir em interfaces mais humanas na comunicação entre a administração municipal e o cidadão. Ponto para quem trocar a frieza da burocracia pelo calor do atendimento pessoal, ou para quem der a devida importância para o trabalho de assistentes sociais, agentes de saúde e ouvidorias de órgãos públicos.

Prefeitos com posse sob Ascendente Áries

Em muitas cidades brasileiras os novos prefeitos assumiram com Ascendente em Áries. Contudo, dentre as grandes metrópoles, apenas uma se enquadra neste caso: exatamente o Rio de Janeiro, cujo prefeito terá a hora de receber o final da Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, a posse dos vereadores ocorreu por volta das 11h da manhã, segundo o site G1. Já o prefeito reeleito, Eduardo Paes, só foi empossado depois das 14h, em virtude do atraso para a eleição da nova mesa diretora. Segundo o site R7, a cerimônia ocorreu às 14h15. O mapa deve ser analisado com todo o cuidado, já que apresenta uma Lua Fora de Curso, em Leão, e um Ascendente nos últimos minutos de Áries, prestes a mudar de signo. O conjunto indica condições cambiantes, um cenário que se alterará radicalmente ao longo do mandato, exigindo fortes alterações no planejamento.

Marte, regente do Ascendente, encontra-se na casa 10 (o prefeito), em Aquário (um governante que deseja ser visto como moderno e inovador), mas em quadratura com Saturno em Escorpião na casa 7. Paes enfrentará obstáculos poderosos e seu programa de grandes obras pode sofrer diversos problemas de cronograma. Os obstáculos podem vir, principalmente, de dentro da própria máquina administrativa: auditorias do Tribunal de Contas, atrasos no repasse de verbas, problemas com partidos aliados etc.

De positivo, haverá recursos orçamentários (Júpiter na 2, a casa do dinheiro, em trígono com Marte na 10, o prefeito) e um forte apoio do Judiciário e de grupos estrangeiros (Sol-Plutão na 9 em sextil com Saturno, regente da 10). Temos aí uma pista de que a possível perda da receita dos royalties do pré-sal não afetará a prefeitura do Rio de Janeiro, ao menos no curto prazo.

Com Netuno tensionado na cúspide da casa 11, do Legislativo, os problemas virão de onde sempre se espera que venham: escândalos e confusões na Câmara de Vereadores. Já Urano tensionado na 12 fala de agitação e problemas pipocando em duas áreas críticas para a Prefeitura: segurança pública (especialmente em função do crack, uma droga cuja ação fulminante lembra Urano) e hospitais municipais. Contudo, esses problemas não afetarão o desempenho de Paes, podendo até mesmo, de algum modo, alavancar sua popularidade (Urano em sextil e recepção mútua com Marte).

Posse Eduardo Paes

Posse de Eduardo Paes - 1.1.2013, 14h15 HV - Rio de Janeiro, RJ.

Prefeitos com posse sob Ascendente Touro

Quatro importantíssimas cidades brasileiras terão governos marcados pelo Ascendente Touro e pelo Meio do Céu em Aquário: São Paulo, Porto Alegre, Curitiba e Belo Horizonte. Os mapas de posse são quase idênticos, com o regente do Ascendente, Vênus, sempre na casa 8 (ou conjunta a sua cúspide, como em Belo Horizonte). Trata-se de uma Vênus em Sagitário (signo relacionado à Lei), sem aspectos maiores, e na casa dos bens compartilhados, significadora tanto de impostos quanto de orçamento público.

Esses quatro prefeitos - Haddad, Fortunati, Fruet e Lacerda - terão muita dificuldade para agradar seu exigente eleitorado (Lua na casa 4, do povo, no crítico signo de Virgem, em oposição a Netuno na 10, o prefeito). Cada um a seu tempo, enfrentarão o inevitável desgaste provocado por promessas não cumpridas ou pela eclosão de notícias que prejudicarão sua imagem e reputação (basta observar que Netuno está na casa 10, oposto à Lua e quadrado a Júpiter na casa 1). Todos podem também enfrentar greves do funcionalismo público, ou problemas decorrentes da máquina administrativa emperrada (Saturno na casa 6, dos funcionários e da rotina).

Porto Alegre

Em Porto Alegre, José Fortunati (PDT), que já ocupava a prefeitura desde 2010 quando José Fogaça se afastou para concorrer ao governo do Estado, tomou posse pela primeira vez como prefeito eleito pelo voto popular. A posse ocorreu exatamente às 16h17, segundo o site do jornal Zero Hora. O horário exato nos permite considerar o significado do grau Ascendente de acordo com a Volosfera e o Calendário Tebaico:

Volosfera - Em uma paisagem hostil corre um rio no qual um homem se obstina em nadar contra a corrente, enquanto, sobre a margem, um touro preso a uma árvore faz esforços desesperados para reaver sua liberdade.

Calendário Tebaico – Um touro preso a uma árvore pelo meio do corpo.

Não é preciso dizer que as imagens não são animadoras. "Nadar contra a corrente" pode até ter um sentido muito positivo, caso indique um prefeito disposto a lutar contra as práticas nocivas que até hoje predominam na administração pública dos municípios brasileiros: nepotismo, corrupção, fisiologismo etc. No pior sentido, indicaria um prefeito que insiste em governar sem apoio político ou contrariando os anseios da população. De qualquer forma, temos aí o retrato de um prefeito um tanto solitário, o que se confirma pela outra imagem: a a do touro preso à árvore, ou seja, alguém que não consegue romper vínculos indesejáveis, ou obter espaço para impor seu próprio projeto político.

Posse Fortunati

Posse José Fortunati - 1.1.2013, 16h17 - Porto Alegre, RS.

São Paulo

Em São Paulo, o novo prefeito Fernando Haddad (PT) assumiu pontualmente às 15h58, segundo informação do site da Folha.

Aqui também é possível, em função do horário exato, utilizar os graus simbólicos. Podemos tentar duas possibilidades, pois o Ascendente encontra-se exatamente no limiar entre dois graus (o 19 e o 20). Vejamos qual dos dois se concretizará melhor

Touro 19. Uma mulher levemente vestida está deitada em um campo florido, enquanto na beira de um riacho uma das suas companheiras faz uma manobra de transvasar a água de um vaso em um outro.

ou – Uma mulher transvasando água de um vaso em outro.

Touro 20. Em uma cozinha do campo: um corvo está empoleirado num pote de água, olhando dois cães que se mordem.

ou – Dois cães que se mordem.

São imagens distintas, mas que apresentam pontos em comum: ambos os graus falam de paciência e de usar o tempo de maneira favorável. E ambos falam de água, que aqui parece ter o sentido de recursos. Na primeira imagem, a moça manobra pacientemente os recursos, conduzindo-os para onde lhe convém (a manobra de passar a água de um vaso a outro indica que a mulher está praticando um ato de forma consciente e com habilidade). Na segunda imagem, temos um tipo esperto (o corvo) que controla os recursos disponíveis (ele está sobre um pote de água) e espera pacientemente que seus adversários se destruam mutuamente (os cães que se mordem).

Apesar das dificuldades que deverão acompanhar todos os prefeitos que tomaram posse com Netuno na casa 10, Haddad tem o tempo a seu favor, desde que confirme, no comando da maior cidade do país, a capacidade de manejar corretamente os recursos disponíveis e tirar partido das brigas entre seus adversários.

De negativo, ambas as imagens sugerem também uma certa passividade, ou uma resposta muito lenta aos problemas que certamente surgirão.

A oposição Lua-Netuno pode sugerir também um problema que vem assolando São Paulo nos últimos anos: o descontentamento da população com as frequentes enchentes que tumultuam a vida da cidade e com a omissão de sucessivas administrações municipais no aperfeiçoamento da infraestrutura urbana.

Posse Fernando Haddad

Posse Fernando Haddad - 1.1.2013, 15h58 HV - São Paulo, SP.

Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Fernando Fernandes - Presságios 2013 | EUA e China, Gigantes em perigo |
Celisa Beranger - Presságios 2013 | O mundo na mira de Urano e Plutão |
Dimitri Camiloto - Presságios 2013 | Boas notícias para o Brasil |
Vanessa Tuleski - Presságios 2013 | Crescendo com Júpiter |
Carlos Hollanda - Presságios 2013 | Não fuja, Urano, Saturno e Plutão vão achar você! |
Benedito Paccanaro - Pensamento Holístico | Assim na Terra como no Céu |
Fernando Fernandes - Brasil | Novos prefeitos, velhos problemas | Mapas de posse em cinco capitais |

Edições anteriores:

Fernando Fernandes - Dicas editoriais | A Astrologia Brasileira em livros | A Astrologia Brasileira em obras coletivas |
Dimitri Camiloto - Oscar Niemeyer | Oscar Niemeyer 100 anos - Introdução | Parte I | Parte II |
Fernando Fernandes - Perfil astrológico | Benjamim Netanyahu |



Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva