Revista Constelar Revista Constelar

 

 
 
 
A TRADUÇÃO PSICOLÓGICA DA NOVELA DAS OITO

A dinâmica de Mulheres Apaixonadas
sob a ótica da Psicologia de Grupos

Angela Schnoor

 

Uma análise astropsicológica da novela e seu sucesso junto ao público brasileiro sob o ponto de vista da tipologia de Jung.

Quando alguma criação humana encontra amplo sucesso junto a um determinado público, é interessante notar a personalidade deste público e que aspectos de seu inconsciente social os conteúdos desta obra estão atingindo. Para que possamos obter uma avaliação mais precisa da eficácia da novela e seus efeitos sobre a audiência, será necessário expor alguns conceitos básicos com vistas à compreensão tanto a novela quanto da psique do povo brasileiro.

Um dos modelos mais eficazes neste sentido é a teoria dos tipos psicológicos, desenvolvida pelo médico e psicólogo suíço Carl Gustav Jung (1875-1961) ao longo de vinte anos de trabalho prático e ampla pesquisa em vários ramos do conhecimento e das expressões humanas.

O modelo psicológico de Jung não é um meio para rotular pessoas ou grupos, mas, como disse o próprio Jung, uma bússola para orientação psicológica quando se quer entender melhor os indivíduos e as relações estabelecidas entre eles.

O sistema mais antigo usado como tipologia é o modelo que nos foi legado pela astrologia oriental, e que corresponde aos quatro elementos: Fogo, Terra, Ar e Água que, em sua triplicidade advinda das estações do ano, formam os doze signos ou meses solares.

Outras tipologias se seguiram, como a da medicina grega, cujas bases repousam nas secreções do corpo humano e que ainda hoje é usada na linguagem corrente.

Tipos psicológicos: funções psíquicas e correlações com os elementos

O modelo proposto por Jung diz respeito ao movimento da energia psíquica e a maneira como cada indivíduo se orienta no mundo de forma habitual, mais constante e mais fácil para cada um.

Em princípio, a personalidade tem sua energia psíquica direcionada por duas atitudes básicas: introversão e extroversão - e as quatro funções ou forma de orientação - intuição, sensação, pensamento e sentimento - podem adotar, cada uma, a atitude introvertida ou extrovertida, formando, assim, oito personalidades básicas.

Pelo enfoque da astrologia, a direção da energia poderia ser comparada ao que chamamos qualidades masculinas ou positivas [+] ou femininas e negativas [-], tendo em vista seu direcionamento para fora ou para dentro, assim como os quatro elementos podem ser assim relacionados: intuição = Fogo; sensação = Terra; pensamento = Ar; sentimento = Água.

Convém, entretanto, evitar o uso da simples correlação como "receita" para uma avaliação do tipo psicológico, pois resultaria em perigoso e errôneo simplismo.

O quadro abaixo sintetiza a maneira como estas funções se organizam dentro da forma circular, como expressão da totalidade da psique.

Cada indivíduo tem uma função dominante (ou superior) com a qual se adapta com maior facilidade à vida. Esta função é consciente e pode ser introvertida ou extrovertida, e funciona, para cada um, como se fosse, por exemplo, a cauda para o jacaré, as asas para um pássaro, ou a tromba para o elefante.

A função inconsciente, também chamada inferior ou primária (devido ao fato de não ser conscientemente desenvolvida), terá obrigatoriamente a direção inversa à função dominante. Ou seja, se a função dominante é extrovertida, a função inferior será introvertida e vice-versa.

Da mesma forma, as funções chamadas irracionais ou de percepção, que são a intuição e a sensação, se comportam de modo empírico e se contrapõem. Assim como as funções chamadas racionais, de julgamento ou avaliação - pensamento e sentimento.

Sendo assim, podemos ter um tipo psicológico orientado pela intuição extrovertida, enquanto sua função inferior inconsciente seria, obrigatoriamente, a sensação introvertida. O pensamento, assim como o sentimento, seriam funções auxiliares e, na prática, a função auxiliar é sempre aquela cuja natureza, racional ou irracional, é diferente da função dominante. Por exemplo, o pensamento não poderá ser a função secundária quando o sentimento (outra função racional) for a dominante.

Navegue neste artigo:

Os conceitos de extroversão e introversão
A necessidade de viver a função inconsciente

Tipos psicológicos: funções psíquicas e correlações com os elementos
O tipo psicológico predominante no brasileiro: breve descrição
Como Mulheres Apaixonadas atinge a função inconsciente do brasileiro

Leia também:

Mulheres Apaixonadas mas muito práticas, de Fernando Fernandes
O mito por trás da novela, por Carlos Hollanda


Anterior | Próxima | Sumário desta edição | Índices

© 1998-2004 Terra do Juremá Comunicação Ltda.