Revista Constelar Revista Constelar

 

 
 

 

ASTROLOGIA E COMUNICAÇÃO SIMBÓLICA
Os símbolos que indicam o futuro

Hanna Opitz


Os símbolos "falam" - às vezes de forma literal! É questão de aprender a dar-lhes a devida atenção, conforme Hanna Opitz exemplifica neste artigo.

O que está acontecendo no mundo? A Astrologia, que faz a ponte entre o céu e a terra, nos dá a resposta: Saturno e Plutão estão desde o início desse ano em oposição - ângulo de 180 graus entre si. O primeiro representa o governo e o segundo o poder. Um ângulo de 180 graus dentro de um círculo é uma linha reta. Simbolicamente trata-se de um cabo de guerra, onde cada um puxa de um lado para ver quem é o mais forte. Isso vale para todo o planeta, todos os países, todas as pessoas. Quem representa o maior Saturno da Terra? Os Estados Unidos e seu representante, o presidente Bush. E quem simboliza o maior representante de Plutão? Osama bin Laden, o terrorista mais procurado do mundo. Eles são os representantes máximos de uma tensão energética que está em toda parte e que precisa achar seu equilíbrio. Como astrologicamente a oposição é o aspecto análogo ao signo de Libra, o mundo precisará fazer acordos e se reequilibrar em todos os sentidos a fim de evitar um confronto pior. Esse aspecto tenso entre Saturno e Plutão perdurará no céu até final de maio de 2002.

Houve um aviso simbólico de que isso iria acontecer. Nós brasileiros temos o dom / a missão de aprender a ler símbolos, já que no mapa do Brasil a Cabeça do Dragão - o Nodo Norte - está em 14º32' de Aquário, que, de acordo com Charubel (astrólogo do século XIX, que recebeu mediunicamente o significado de cada grau do Zodíaco), significa: 15º de Aquário "a pessoa deverá prestar atenção para aquelas impressões que o mundo acha tolas, mas através das quais o divino fala às pessoas".

E quais foram as impressões, os símbolos, que precederam os acontecimentos e mostraram que energeticamente algo já estava acontecendo?

Você se lembra quando em agosto de 2001, um homem com um tipo de asa delta se enroscou na estátua da liberdade e ficou uma hora pendurado ali?

Aquele foi o sinal.

Como é que é permitido a alguém pousar no símbolo dos USA - que invasão! -, e de ter tanta demora em tirar o homem de lá? O homem era francês, ou seja, um estrangeiro e a analogia foi literal: o estrangeiro veio voando e se "enroscou" em cima do símbolo dos USA (estátua da liberdade e as torres são símbolos dos USA). E o símbolo foi mais explícito ainda: não foram os franceses que deram a estátua da liberdade aos americanos - e agora um francês simbolicamente "invade" aquilo que seu próprio país ofertou? E Bin Laden tempos atrás não recebeu apoio e ajuda dos americanos?

As impressões, os símbolos também podem ser lidos em acontecimentos nacionais recentes: Você se lembra quando...

... ACM caiu com toda sua turma juntamente com o palanque durante um discurso? Os 20 que se machucaram simbolizam 20 da "turma" de ACM que estão sendo machucados e perderam os cargos - faça as contas.

ACM caiu, mas depois voltou a subir. Não voltou para o mesmo lugar que estava porque não tinha mais "base", mas para uma sacada da qual podia continuar falando. O futuro de ACM pode ser lido nestas duas últimas frases.

[A charge de ACM é de Carlos Hollanda]

... foi descoberto um ninho de cobras no sótão do prédio do judiciário em Brasília? Havia lá uma clara indicação - literal - do que estava acontecendo. O sótão representa a parte mais alta de uma casa, o chefe; algum tempo depois a história do Lalau veio a tona.

... a mídia divulgou intensamente um CD chamado Amigos com seis sertanejos abraçados? Num primeiro momento pareceu muito estranho que dentre as centenas de fotos feitas do Show, tivesse sido escolhido para a capa um cromo em que um deles aparece olhando para baixo. Poucos meses depois, o cantor Leandro adoece. Justamente aquele que aparecia cabisbaixo. Quem produziu a fotografia já tinha inconscientemente intuído o que estava por vir.

... em meados de 1992, o então presidente Fernando Collor de Mello dizia que tudo estava sob controle, apesar de estar sendo acusado por seu irmão. Em 14 de julho saiu uma nota no jornal dizendo que o presidente Collor estava hasteando a bandeira nacional quando perdeu o controle sobre as cordas, deixando-a cair no chão. Aquela era a notícia mais importante do jornal. A bandeira é um dos símbolos de um país. Até então ele podia estar realmente no comando, mas a queda da bandeira simbolizou a perda do controle das rédeas do país, que levou ao impeachment.

Voltando a oposição Saturno - Plutão:

No Brasil assistimos no primeiro semestre de 2001 a disputa ACM (poder) versus FHC (governo), e em São Paulo, PCC versus governo. No mesmo dia do conflito nos USA, tivemos no Brasil dois acontecimentos ligados a essa oposição planetária. O prefeito de Campinas (Saturno) foi assassinado numa emboscada (Escorpião-Plutão) e o dono da Votorantim (maior empresa nacional de cimento - Saturno) José Ermírio de Moraes falece vitimado por câncer (Plutão). E duas semanas antes, Silvio Santos, o maior pagador de impostos do Brasil, é seqüestrado. Esse acontecimento além de também simbolizar a oposição Saturno-Plutão no céu, aconteceu no dia exato em que Urano em trânsito cruzava o grau do ascendente do mapa brasileiro. O Brasil todo parou para assistir ao inesperado-esperado (bem Urano-Aquário): o seqüestrador voltou à casa do empresário.

Inesperado? O ladrão sempre volta ao local do crime!

Nota: O exato grau do Ascendente do Brasil é assunto de muita controvérsia entre astrólogos. Hanna Opitz utiliza um horário anterior ao das 16h30 LMT, adotado pela maioria dos astrólogos.

Leia mais sobre Hanna Opitz.


Anterior | Próxima | Principal | Índices

© 1998-2002 Terra do Juremá Comunicação Ltda.