Portugal - Revolução dos Cravos

Revolução de 25 de abril
Restauração da democracia em Portugal

Categoria: Mapas Nacionais


Data: 25/04/1974, 00:20 (fuso: +1)
Local: Lisboa - Portugal - 009w10, 38n42.

Fonte: Centro de Documentação 25 de Abril
Classificação: A [O que é isso?]
Incluído por: Fernando Fernandes em 13/03/2012.

Comentários:

A Revolução dos Cravos instituiu a moderna democracia portuguesa, ao derrubar a ditadura que dirigia o país desde 1926 e que teve seu apogeu entre 1932 e 1968, sob o governo de Oliveira Salazar. Após o afastamento de Salazar por doença, assumiu Marcelo Caetano, que seria deposto na revolução de 1974 e exilado para o Brasil.

O nome "Revolução dos Cravos" vem da forte participação popular no movimento desencadeado pelos capitães rebeldes. Grupos de civis utilizaram cravos para enfeitar tanques de guerra e armas do Exército, num apelo ao movimento pacífico.

Eis uma cronologia da Revolução dos Cravos:

24/4/1974, 22h00 - Otelo Saraiva de Carvalho, que comandará as operações para a deposição do regime, já está no Regimento de Engenharia I.

24/4/1974, 22h55 - Emissores Associados de Lisboa executam a canção "E depois do Adeus", do cantor Paulo. Era o sinal marcado para o início das operações militares.

25/4/1974, 0h20 - A Rádio Renascença começa a tocar a canção "Grândola Vila Morena", confirmando que as operações militares estão em marcha e a revolução é irreversível.

Das 0h30 às 16h00 ocorre a ocupação dos pontos estratégicos. O capitão Salgueiro Maia, maior heroi popular da revolução portuguesa, rebelou-se no início da madrugada e comandou a coluna de blindados que, vinda de Santarém, montou cerco aos ministérios do Terreiro do Paço forçando, já no final da tarde (17h45), a rendição de Marcelo Caetano, no Quartel do Carmo, que entregou a pasta do governo a António de Spínola. Salgueiro Maia escoltou Marcelo Caetano ao avião que o transportaria para o exílio no Brasil.

Por volta do meio-dia, jornais lançam edições extraordinárias falando do desencadeamento da revolução.

A revolução não foi totalmente pacífica porque, ao longo da tarde, agentes da PIDE (a polícia política da ditadura) abriram fogo contra a multidão, matando quatro homens.

26/4/1974 - 00h17 - Começam a ser libertos todos os presos políticos nas prisões de Caxias e Peniche.

No mesmo dia 26 ocorre a rendição da PIDE e a apresentação da Junta de Salvação Nacional ao país através da Rádio e Televisão Portuguesa (RTP).

Em 29 e 30 de abril regressam ao país, respectivamente, Mário Soares, líder do Partido Socialista, e Álvaro Cunhal, líder do Partido Comunista Português.Nos anos subsequentes ambos chegariam ao governo do país.



Nova busca:

Pesquisar por palavra-chave:

Explorar categoria:

Entre duas datas determinadas:
(Utilizar o formato [dd/mm/aaaa] em ambos os campos)

 

"O Brasil não tem vocação para a mediocridade." (Lúcio Costa)

Veja as novidades (vinte mapas mais recentes)

Total de registros: 498

Última atualização: 17/03/2012


Ernani Pires Ferreira

Coreias, divisão

Coreia do Sul (República da Coreia)

Coreia do Norte (República Democrática Popular da Coreia)

Portugal - Revolução dos Cravos (Revolução de 25 de abril)

Índia (República da Índia)

Paquistão (República Islâmica do Paquistão)

Síria (República Árabe da Síria)

Incêndio na Base Antártica Comandante Ferraz

Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo)

Sandra Arantes do Nascimento (Sandra Arantes do Nascimento Felinto)

D. Claudio Hummes (Auri Afonso Hummes)

Luis Nassif

Juliana Paes (Juliana Couto Paes)

Grazi Massafera (Grazielli Soares Massafera)

Dan Stulbach (Dan Filip Stulbach)

Ronnie Von (Ronaldo Lindenberg Von Schilgem Cintra Nogueira)

Guilherme Arantes

Deborah Blando (Deborah Salvatrice Blando)

Joaquim Nabuco (Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo)


Warning: reset() expects parameter 1 to be array, null given in /home/constela/public_html/cadastro/danger.inc.php on line 7

Warning: key() expects parameter 1 to be array, null given in /home/constela/public_html/cadastro/danger.inc.php on line 8

Escola Astroletiva
Cursos via internet com inscrição aberta
Página de inscrição

Tarsila

Fragmento da tela "Operários", de Tarsila do Amaral (1933), que inaugura a pintura social no Brasil.