Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 98 :: Agosto/2006 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

ASTROCARTOGRAFIA E CATÁSTROFES NATURAIS

Terremoto na Indonésia, Maio de 2006

Americo Ayala Jr

Configurações tensas presentes em mapas de eclipses do Sol costumam preceder a ocorrência de catástrofes naturais de grandes proporções. Com o uso da Astrocartografia é possível localizar as regiões da Terra onde tais ocorrências são mais prováveis. O terremoto de 27 de maio de 2006 na Indonésia confirma, de forma dramática, a eficácia da técnica.

No sábado, 27 de maio de 2006, às 5h54 locais (correspondendo às 19h54 da sexta-feira, em Brasília), um terremoto de 6,3 graus na escala Richter sacudiu violentamente a Ilha de Java, a mais populosa da Indonésia. O número de mortos foi superior a 5.000, e algumas centenas mais faleceram nos dias subseqüentes, em boa parte devido ao despreparo das autoridades locais e à falta de recursos materiais para as atividades de socorro. O primeiro vôo da Nações Unidas, carregado com alimentos e outros suprimentos, chegou à ilha apenas no dia seguinte.

Enquanto os sobreviventes procuravam por comida e objetos pessoais nos escombros de suas casas, milhares de feridos foram internados precariamente em hospitais superlotados.

O epicentro do tremor foi localizado a 37,6 km ao sul da cidade de Yogyakarta, nas proximidades do vulcão Merapi, que fica a apenas 30 km da cidade.

Estava escrito? Estava!

Desafortunadamente estava escrito e nós, astrólogos, nada pudemos fazer! Este é um dos aspectos trágicos de nossa incapacidade de demonstrar, ao mundo cartesiano em que vivemos, que a Astrologia é uma ferramenta útil, que pode ajudar a construir, juntamente com tantas outras disciplinas, pelo menos um mundo mais fraterno, já que não pode evitar que a natureza se manifeste segundo seu propósito, ou segundo propósitos superiores. Vejamos.

Bem antes de 29 de março do ano corrente, ao se analisar o mapa do Eclipse, era visível um aspecto duríssimo que, de imediato, chamava a atenção do analista: a oposição Marte/Plutão! O envolvimento destes dois planetas, num aspecto de oposição - traduzido por enfrentamentos e antagonismos - sugeria que algo de maior poderia acontecer, seja pela natureza do aspecto, seja pela natureza dos planetas envolvidos, ambos "maléficos".

O mapa astrocartográfico deste evento, conforme se constata na imagem, mostrava Plutão no Fundo-do-Céu, ameaçadoramente próximo demais da capital da Indonésia, Jacarta, e Marte avançando para o Meio-do-Céu. Esta configuração, por angular, "gritava" promessas. Haveria que ouvi-las...

Eclipse total do Sol de 29.3.2006 calculado para Jacarta.

Marte, o "pequeno maléfico", quase na Casa 10, poderia indicar a manifestação de conteúdos complexos, complicações amplas, visíveis, ações radicais. Em Gêmeos, um potencial de intensa dissipação de energia. Plutão, por sua vez, conjunto à cúspide da Casa 4, remetia à destruição das bases, à súbita irrupção de coisas subterrâneas, a conclusões dramáticas. Em Sagitário, poderia se expressar de forma intensa, ampliada, com magnitude acima do normalmente esperado. Cruzavam-se os olhos, no céu, dois temíveis guerreiros. Que sofressem as consequências os mortais, aqui na terra...

O terremoto de 27 de maio provocou estragos de grandes proporções, deixando um rastro de escombros nas cidades atingidas.

O mapa para a capital do país - O mapa do Eclipse de 29/3/2006, calculado para Jacarta, como consequência das observações acima, mostra uma configuração ainda mais atemorizadora: o Ascendente - vale dizer - o corpo físico da nação, o povo, era o Ponto Médio da oposição Marte/ Plutão, sendo a quadratura Plutão/Ascendente tecnicamente pártil! O povo, em toda a sua fragilidade, iria sentir os efeitos desta nefasta oposição...

Esta conclusão tem pouco de original; a região em que a configuração tem potencial para se manifestar é, tipicamente - inclusive de histórico recente! - uma geografia passível de sofrer abalos telúricos de grandes dimensões.

Contudo, ainda mais preocupante é o significado de um ponto médio resultante da oposição Marte/Plutão. Este ponto médio (tambem chamado de ponto focal, ou apex) passa a ser depositário de intensa energia, de uma tensão irresistível que, para chegar ao equilíbrio, usará de toda a brutalidade que seja necessário usar. A sorte estava lançada. Era esperar para ver.

A definição do tempo do evento

Fundamentadas as conclusões de que algo muito forte estava para ocorrer, e precisamente na Indonésia, cabia identificar a época em que este poderoso evento poderia se materializar. Uma das técnicas que permite antecipar esta questão é levar em consideração o trânsito de Marte! Aspectos deste planeta ao Ascendente de um Eclipse funcionam como disparadores da promessa do Eclipse. No caso, para Jacarta, o Ascendente do Eclipse estava situado em 26º56' de Virgem. Abra suas Efemérides, agora, e veja onde estava Marte, em 27 de Maio de 2006!

Conclusões

Houvesse possibilidade de um diálogo isento e construtivo, a utilização da Astrologia, num episódio como este, poderia ser de imensa ajuda, pelo menos para minimizar as consequências que pode trazer. Autoridades e organismos internacionais poderiam estar mais bem equipados para prestar ajuda humanitária de forma mais eficiente e muito mais eficaz. Não serviria, simplesmente, para motivar um artigo para uma revista especializada.

E quanto à configuração Marte/Plutão que deixa Lima, a capital do Peru, como que "sitiada" por estes dois planetas? Bem, o "terremoto", aqui, é político, cujos desdobramentos são as eleições presidenciais. Tema para outro artigo, talvez...

Outros textos de Americo Ayala Jr.



Atalhos de Constelar 98 - Agosto/2006 | Voltar à capa desta edição |

Raul V. Martinez - Astrologia Médica no século XV | Um mapa de doença, delírio e morte |
Raul V. Martinez - Jack, o Estripador | Um assassino de sangue real | A carta natal de Albert Victor |
Dimitri Camiloto - Saturno em Leão e o Brasil em 2006 | Fuzarca, decepção e realidade |
Dimitri Camiloto / Fernando Fernandes - Astrologia Mundial | Coréia do Norte e agressividade infantil | Duas Coréias, muitos mapas |
Americo Ayala Jr. - Astrocartografia e catástrofes naturais | Terremoto na Indonésia, Maio de 2006 |
Thiago Veloso/Equipe de Constelar - Astrológica 2006 | No ritmo da Astrológica 2006 | Entrevista com Robson Papaleo |

Edição anterior:

Raul V. Martinez - Investigando o mapa do presidente | Lula, um libriano? |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva