Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 183 :: Setembro/2013

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

PERFIL ASTROLÓGICO

"I have a dream":
O sonho de Martin Luther King

Fernando Fernandes

Um homem que viveu seu mapa plenamente, com toda a intensidade. Assim foi Martin Luther King, que colocou a perseverança dos signos de Terra, o idealismo de Peixes e a combatividade de uma oposição Marte-Saturno a serviço da causa da integração racial.

Eu tenho um sonho de que um dia, esta nação se erguerá e viverá o verdadeiro significado de seus princípios: "Achamos que estas verdades são evidentes por elas mesmas, que todos os homens são criados iguais".  (Reverendo Martin Luther King, 28 de agosto de 1963)

Martin Luther KingAssim como Gandhi e Nelson Mandela, o Reverendo Martin Luther King integra o restrito grupo de figuras públicas que, no século XX, conseguiram mudar a história de comunidades inteiras com um discurso de não violência e de respeito à diferença.  

Tendo seguido, como o pai, a carreira de pastor protestante, King assumiu desde cedo posturas mais liberais, que o distanciaram do fundamentalismo evangélico dominante entre os negros do sul dos Estados Unidos. Culto, inspirado e brilhante, jamais separou a religião da discussão das grandes questões sociais, entre as quais a mais pungente era a das políticas discriminatórias impostas aos negros americanos.

Sua ascensão como porta-voz do movimento dos direitos civis começa a acontecer em 1955, quando propõe um boicote às empresas de ônibus que obrigavam os negros a viajar segregados nos bancos de trás. Daí em diante, até morrer assassinado em 1968, King jamais se afastou de um modelo de luta norteado por princípios pacifistas, cujo objetivo não era derrotar os opressores ou criar uma sociedade segregada, mas sim construir uma América mais inclusiva e justa, compartilhada em condições de igualdade por negros e brancos. O grande momento dessa luta foi a Marcha sobre Washington por Trabalho e Liberdade, um movimento que levou 200 mil manifestantes – incluindo muitos simpatizantes brancos – até a capital do país, onde, em 28 de agosto de 1963, King pronunciou seu inesquecível discurso “I have a dream...”.

Marcha sobre Washington, 1963

Martin Luther King à frente da Marcha sobre Washington de 1963: um dos grandes momentos da história da luta pelos direitos civis no século XX.

Martin Luther King foi continuamente perseguido, ameaçado e chantageado pelas autoridades americanas e por grupos racistas radicais. Contudo, jamais abandonou a luta nem abriu mão da estratégia de não violência. Em 2008, quarenta anos depois de sua morte, pela primeira vez um negro chegava à presidência dos Estados Unidos.   

Existem várias versões da carta natal do Reverendo Martin Luther King. Nos anos 90, a coleção de mapas do software Solar Fire mostrava-o com o Ascendente em Libra, o Meio-Céu em Câncer e o Sol junto ao Fundo do Céu, em Capricórnio. Contudo, a versão hoje mais aceita é a que consta no banco de mapas Astrodatabank, criado pelo pesquisadora Lois Rodden. Segundo os registros do Astrodatabank, King nasceu por volta do meio-dia do dia 15 de janeiro de 1929, o que lhe dá um Ascendente Touro e deixa o Sol em conjunção com o Meio do Céu, em Capricórnio.

Martin Luther King carta natal

Martin Luther King - 15.1.1929, 12h (-06:00) - Georgia, Atlanta - 084w26, 33n44.

A maioria dos planetas está no hemisfério oriental, sinalizando uma tendência a definir um rumo na vida a partir da própria vontade, e não em função de circunstâncias e condições determinadas por terceiros. Efetivamente, o negro Luther King cedo teve de aprender a sobreviver e a movimentar-se num mundo totalmente controlado pelos brancos.

Algumas configurações do mapa ajudam a explicar a opção de Martin Luther King pela carreira sacerdotal (ele era pastor da Igreja Batista). A Lua, regente do Fundo do Céu (as origens familiares), está em Peixes, na casa 11. O pai de King também era pastor, e o jovem King foi preparado desde muito jovem para levar adiante a vocação familiar.  Peixes é um signo regido por Júpiter e Netuno, ambos ligados à fé. Esta Lua em Peixes é o ápice de uma quadratura T que envolve também Marte em Gêmeos na casa 2 e Saturno em Sagitário na casa 8. Vamos por partes:

  • Lua regendo as casas 4 e 3 – o vínculo emocional com as raízes familiares e étnicas e também a palavra emotiva, o discurso cheio de imaginação.
  • Marte em Gêmeos – Disposição para a polêmica, para a palavra inflamada, rápida, ardente.
  • Marte na 2 – Disposição para combater por valores (incluindo os valores morais). Marte rege a casa 12, daqueles que estão de alguma forma excluídos ou marginalizados da sociedade. Era a situação dos negros nos Estados Unidos até os anos 50 e 60 do século passado.
  • Saturno em Sagitário – Afinidade natural com estruturas (Saturno) sagitarianas (como a hierarquia religiosa e as instituições voltadas para a defesa dos direitos civis).
  • Saturno na casa 8 regendo o Meio do Céu – Capacidade de desenvolver uma vida pública (casa 10) relacionada de alguma forma com transformações dramáticas.

Juntando tudo, temos alguém cuja carreira está voltada para cuidar de um rebanho (ou um cardume, já que a Lua está em Peixes...) mediante a participação na estrutura hierárquica da Igreja e do uso estruturado da palavra inflamada, do discurso ardente, capaz de despertar a fé e a esperança. É uma boa descrição para um pastor que luta pelos direitos humanos e pela igualdade racial fundamentado nas escrituras cristãs. 

O Sol em Capricórnio junto ao Meio do Céu reforça o toque saturnino da vocação para assumir responsabilidades públicas.  

Como Saturno está em quadratura com a Lua, vemos que o toque protetor está presente o tempo todo na postura pública de Martin Luther King. Ele tratava o rebanho de frequentadores da Igreja como uma ampliação da família, conceito que depois se estende à coletividade negra e, finalmente, à totalidade da população americana. Quando pronunciou seu famoso discurso “Eu tenho um sonho”, não falava mais pela comunidade de sua igreja, mas por todo o país.  

Vênus é um planeta essencial para a compreensão das motivações interiores do indivíduo. Luther King tinha Vênus em Peixes (signo de sua exaltação) na casa 11, mostrando que contribuir para a construção de acordos capazes de solucionar grandes questões coletivas era algo que o mobilizava muito fortemente. Em vez de assumir a postura combativa, às vezes francamente beligerante de outros grupos, como o de Malcolm X, na luta pelos direitos da comunidade negra, incorporou conceitos do movimento de não-violência de Gandhi e deu-lhes uma roupagem americana.

Malcolm XNota - Malcolm X (1925-1965) foi um ativista pelos direitos dos negros, contemporâneo de Martin Luther King. Sob certos aspectos, suas ideias tiveram forte apelo e mais repercussão imediata, perdendo terreno aos poucos, após sua morte. Converteu-se ao Islamismo e defendia a violência como um recurso válido de pressão política, além de negar a eficácia das propostas de integração racial.

A forma de luta pela igualdade racial adotada por Luther King pressupunha que a comunidade branca compreendesse e voluntariamente admitisse tal conceito. Isso exigia um longo trabalho de educação que começava pelo estímulo à auto-estima da própria comunidade negra. Vários fatores do mapa constribuem para tornar King apto para tal tarefa: 

  • a angularidade do Sol na casa 10, em Capricórnio, somada à quadratura Lua-Saturno, que expressam consciência e orgulho das próprias raízes e o preservar dos laços comunitários.
  • Vênus, além disso, é regente do Ascendente, fator importantíssimo em qualquer carta. E a presença do regente do Ascendente na casa 11 sempre tem uma conotação uraniana. Vemos aí a necessidade de compartilhar com o grupo, de defender causas e de atuar em função do coletivo.  

Os trânsitos da Marcha sobre Washington

Trânsitos da Marcha Sobre Washington - 28/8/1963

Trânsitos planetários de 28 de agosto de 1963 (círculo externo) sobre planetas natais de Martin Luther King.

No dia do famoso discurso pronunciado diante de uma incalculável multidão em Washington, Sol, Vênus, Urano e Plutão em trânsito estavam conjuntos em Virgem, na casa 5 de Martin Luther King, e já ativando a oposição com sua Vênus natal. No caso de Plutão, a oposição era exata. Marte em trânsito formava trígono com sua própria posição natal. Tais ativações ajudam a explicar o calor, o brilho e o profundo impacto daquele discurso, cujas belas palavras parecem ecoar até hoje:

Existe algo que preciso dizer à minha gente, que se encontra no cálido limiar que leva ao templo da Justiça. (...) Não procuremos satisfazer a nossa sede de liberdade bebendo na taça da amargura e do ódio. Precisamos conduzir nossa luta, para sempre, no alto plano da dignidade e da disciplina. Precisamos não permitir que nosso protesto criativo gere violência física. (...)

Cálido limiar que leva ao templo da Justiça – não é uma imagem que reverbera o Marte natal de Luther King em oposição a Saturno em Sagitário?

Conduzir nossa luta com dignidade e disciplina – De novo, Marte (luta) temperado pelas melhores qualidades de Saturno e da casa 9.

Protesto criativo – Protestos estão ligados principalmente a Marte, que, aliás, é o regente clássico de Escorpião, na casa 7 do mapa (confrontos). Já vimos como Marte tem papel relevante para Luther King, mas aqui temos de observar com mais cuidado o Sol. Este luminar, além de ser um símbolo essencial da criatividade, é também o regente da casa 5, da expressão pessoal e da manifestação artística. Este Sol regente da 5 e presente no Meio do Céu define Martin Luther King como um artista criativo e inspirado no exercício da tarefa que escolheu: a promoção dos direitos civis e da igualdade racial.

Eu tenho um sonho de que um dia, esta nação se erguerá e viverá o verdadeiro significado de seus princípios: "Achamos que estas verdades são evidentes por elas mesmas, que todos os homens são criados iguais". 

Eu tenho um sonho de que, um dia, nas rubras colinas da Geórgia, os filhos de antigos escravos e os filhos de antigos senhores de escravos poderão sentar-se juntos à mesa da fraternidade.

(...)

Eu tenho um sonho – A afirmação de um sonho que envolve toda a coletividade tem tudo a ver com o regente do Ascendente em Peixes e na casa 11, dos projetos sociais, na carta natal. Além disso, nos trânsitos do dia do discurso, Netuno, o planeta das visões e dos grandes ideais, está em oposição praticamente exata ao Ascendente do orador. É um período particularmente inspirado na vida de Luther King. 

Rubras colinas – Saturno (elevações) oposto a Marte (rubras).

Mesa da fraternidade – Esta, como outras imagens do discurso e como o próprio projeto de vida de Luther King, tem um forte colorido de Vênus, planeta da harmonia: é a ideia de harmonizar-se com o adversário e transformá-lo em parceiro.

Enfim: Martin Luther King, como outras figuras ímpares que ocuparam um lugar especial na história da humanidade, foi grande porque foi fiel a seu mapa e ao caminho vocacional único que ele delineava.

Outros artigos de Fernando Fernandes.

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Alexey Dodsworth - Do Céu aos Genes | Roma: do estupro à civilização | Rômulo e Remo: as crianças abandonadas da capital do mundo |
Fernando Fernandes - Perfil astrológico | "I have a dream": o sonho de Martin Luther King |

Edições anteriores:

Vanessa Tuleski - A novela Amor à Vida | A novela do quincunce e das estranhas relações |
Fernando Fernandes
-
Ingresso solar em Áries | Previsões 2013-2014 - Brasil e Oriente Médio |
Fernando Fernandes -
Astrologia e questão energética | Blecautes, apagões e risco de racionamento |
Marcello Borges - Astrologia Oriental aplicada | A reencarnação de Edgar Cayce |
Fernando Fernandes - O zodíaco surrealista de Johfra Bosschart | Os signos, de Áries a Leão | Os signos, de Virgem a Peixes | O mapa astrológico de Johfra |



Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva