Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 148 :: Outubro/2010 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

ENTENDENDO SATURNO-NETUNO

O segredo de Brokeback Mountain

Vanessa Tuleski

Cartaz Brokebak MountainMuito mais do que a história do amor entre dois cowboys, O segredo de Brokeback Mountain é um filme sobre impossibilidades, sofrimento e depressão. Nele vemos em funcionamento os contatos desarmônicos Saturno-Netuno, um dos aspectos mais difíceis para a consciência emocional.

O SEGREDO DE BROKEBACK MOUNTAIN estreou nos Estados Unidos no final de 2005 despertando muita polêmica e curiosidade em torno da história de dois cowboys que, nos anos sessenta, se apaixonavam. O filme também atraiu uma multidão no Brasil que queria vê-lo na tela grande e viajar nas belas paisagens. Eu fui um desses espectadores. A única coisa que eu não esperava era o tom profundamente depressivo do filme. Somente anos depois fui compreender o porquê.

“Ama o cowboy errante às costas da montanha quebrada.
Esfola seu coração emigrante até que lhe sobrem apenas as lágrimas.”

Netuno ingressou em Aquário em 1998 e ficará neste signo até janeiro de 2012 (com exceção do período que irá de abril a julho de 2011). O gasoso planeta azul (veja quadro) dita as modas e os comportamentos coletivos. Quando Netuno percorre um signo, cria um ambiente propício à assimilação dos conteúdos ligados ao mesmo. Não apenas isto: a passagem deste planeta nos faz desejar viver de acordo com os valores do signo através do qual ele transita. Aquário é considerado, em sua essência, bissexual, nem masculino, nem feminino. Representa os diferentes, os que estão fora do padrão. Desde que Netuno ingressou em Aquário, os homossexuais, até então encarados com grande preconceito, começaram a ser vistos, discutidos e, em muitos casos, compreendidos. Foram cada vez mais aparecendo na mídia, no início como personagens caricatos, e, aos poucos, ganhando nuances e complexidade, como foi o caso dos protagonistas de Brokeback Mountain. Sob a influência de Netuno em Aquário, lindas mulheres famosas passaram a trocar provocativos selinhos públicos entre si e cantores e artistas assumiram seu lado gay sem maiores prejuízos. No final da era de Netuno em Aquário, países discutem a adoção de crianças por casais gays e o estendimento dos direitos dos heterossexuais também aos homossexuais.  

Brokeback Montain foi, portanto, mais um reforço em uma profunda revolução comportamental que beneficiou bastante as pessoas que se relacionam com outras do mesmo sexo. É como se, com a passagem de Netuno em um signo, cada vez mais as resistências fossem caindo, até que o que causava escândalo não assuste mais muita gente. Entretanto, não era assim na década de sessenta, tempo em que se passa o filme. O diretor Ang Lee tentou mostrar a angústia da homossexualidade masculina em uma época em que isto era considerado uma fraqueza e aberração, atraindo reações violentas e extremadas como infelizmente ainda se veem até hoje. A estreia aconteceu com Netuno em Aquário – que, como foi dito, trouxe maior tolerância cultural à questão da homossexualidade –, mas oposto a Saturno, que rege os impedimentos e a resistência, colocado no signo do amor, Leão. Este aspecto foi o responsável pelo clima do filme. Levado ao pé da letra, Netuno rege as coisas impossíveis e Saturno em Leão é o amor. O amor impossível. O que se sente no âmbito privado (Leão) versus o que é aceito no social (Aquário). Não por acaso, a história se inicia em 1963, quando Saturno em Aquário (onde hoje temos Netuno) quadrava Netuno em Escorpião, signo que rege as paixões e os amores proibidos, as crises e os problemas emocionais.

Nos Estados Unidos, o filme recebeu o nome de “Brokeback Mountain”, enquanto no Brasil a tradução foi “O Segredo de Brokeback Mountain”. O título brasileiro simplesmente sintetiza a temática astrológica do filme, posto que Netuno representa segredo e que montanhas são simbolizadas por Saturno. Pois é na solidão (Saturno) das montanhas que o amor (Leão) entre os protagonistas acontece. Mas é um amor de Saturno em Leão oposto a Netuno: reprimido, impedido, difícil, impossível. Um amor que pressiona tanto para existir quanto é rejeitado, levando aqueles que o sentem à aniquilação física e psicológica.

Brokeback no Youtube

Não viu o filme? Clique na imagem para ver o trailer e ler um resumo.

Saturno e Netuno no filme

Os protagonistas desta saga são Ennis Del Mar, interpretado por Heath Ledger, que pouco mais de dois anos depois da estreia morreu por overdose de medicamentos (regidos por Netuno), e Jack Twist, vivido por Jake Gyllenhaal. Ennis Del Mar, como o próprio nome já diz, mar, é Netuno, e Jack Twist, que ao longo do filme irá viver uma vida retorcida, simboliza a polaridade Saturno. Será Ennis quem se deteriorará emocionalmente (Netuno), enquanto Jack morrerá fisicamente (Saturno, a matéria).

Jack-Saturno propõe a Ennis-Netuno concretizarem um amor, comprando um rancho, onde viveriam juntos. Netuno, das profundezas do seu ser, se nega. Porém, negar-se é um crime tão hediondo que ele passará o resto do tempo impondo sacrifícios a si mesmo e a Jack. O segundo, como polaridade saturnina, tenta tornar o relacionamento possível. Tem também um melhor entrosamento com a realidade (algo igualmente saturnino). Seu casamento, tão sem substância quanto o de Ennis, ao menos funciona melhor no plano material e é mais amigável. A Ennis cabem as tarefas mais duras, como cuidar do gado. E enquanto o sogro de Jack o trata como um peão de quinta categoria, Ennis recebe da esposa e das filhas olhares carregados de pena e decepção. Em suma, Jack é um Saturno que almeja um Netuno. Coisa pior não há para um planeta realizador. Ennis, por sua vez, é um Netuno que teme o pior de Saturno, isto é, a vergonha social, a ridicularização (Saturno em Leão) e, por fim, a exclusão.

O que fica claro é que Ennis paga um preço muito caro pela recusa em vivenciar plenamente o seu amor, não inferior, entretanto, ao que teria de pagar por ser um proscrito, amar um homem e viver com ele. Nunca houve uma saída fácil, e não parece que ele tenha compreendido totalmente a dimensão existencial disso. No final, o que lhe resta é a camisa ensaguentada da pessoa a quem amou em segredo por vinte anos.

Para ele, tudo já era inviável desde o começo, pois sua infância foi marcada com as cenas de intolerância a que assistiu: um homem que morreu sendo arrastado por seu pênis porque vivia com outro. Ennis sempre foi melancólico. Em um certo momento, compartilha a sua história com Jack (e, segundo declara, falou mais em dez minutos do que em um ano inteiro) através de frases que revelam, a um só tempo, fatalismo e resignação.

A primeira é sobre a morte dos pais, mas é também profética quanto ao seu destino e o de Jack:

“Eles iam fazer uma curva, e se perderam, não fizeram”.

As outras versam sobre a sua visão de mundo:

“Estava cursando o colegial, mas um dia o carro quebrou e eu parei de ir”.

“Eu trabalhava com o meu irmão, até que ele se casou e não havia mais espaço para mim na casa dele, então eu vim parar aqui”.

“Sim, eu monto nos rodeios, quando tenho dinheiro. (...) É uma boa atividade para ganhar dinheiro.”

Para o jovem e ingênuo Ennis (com uma experiência mundana muito mais limitada do que a de Jack), a vida é perversa, tudo decai e não há qualquer apoio. Diga-se de passagem que apoio é Saturno e Netuno é falta, ausência. Desta forma, pais morrem, carros quebram para sempre, irmãos abandonam irmãos para iniciar suas famílias. É como se a vida fosse um grande tornado, que vai varrendo tudo o que há pelo caminho. O destino está contra a vontade do indivíduo, sabotando todos os seus esforços. Há pouca (ou nenhuma) sorte, para não dizer o contrário. Por causa disso, o vaqueiro é patologicamente sério. Seu valor supremo é o trabalho e também seguir e fazer o que os outros fazem. É a pessoa menos preparada para experimentar o que vai acontecer em BrokeBack Mountain.

Em um certo sentido, ele é a própria oposição Saturno/Netuno, pois encarna tanto Saturno (rigidez, seriedade, amadurecimento precoce) quanto Netuno (desistência, apatia). Dissemos que Jack representa Saturno não porque sua personalidade corresponda a este planeta, e sim, porque ele é o polo que crê que este amor possa existir na realidade. Em essência, está mais para Júpiter, com sua paixão por rodeio, sua sorte (pois teve um casamento materialmente muito bem sucedido) e a tendência a querer fazer suas próprias regras como um Zeus. Jack não julga o que sente, como Ennis faz. Jack só não é mais Júpiter porque ama Ennis.

As complicadas manifestações de Saturno-Netuno



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Vanessa Tuleski - Entendendo Saturno-Netuno | O segredo de Brokeback Mountain |
| As complicadas manifestações Saturno-Netuno | O filme |
Vanessa Tuleski e Redação | Astronomia e Astrologia | Descobrindo Netuno em Netuno | As respostas do jogo |
Fernando Fernandes | Ciclos planetários | Salve-se quem puder: Saturno-Plutão escada abaixo |

Edições anteriores

Redação - Presságios 2010, as previsões e os fatos | O clima geral do ano | Carlos Hollanda | Celisa Beranger |
| Fernando Fernandes |
Ana Maria Gonzalez -
Astrologia aplicada ao cinema | Os segredos dos olhos de todos nós: as muitas faces da lua |
Fernando Fernandes
- Raul Varella Martinez | O legado de um grande astrólogo |
Redação - A quadratura T de 2010 | Uma configuração inesquecível |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva