Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 143 :: Maio/2010 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

ASTROMETEOROLOGIA

Concordâncias astrometeorológicas na tragédia de Angra dos Reis

Raul V. Martinez

Chuvas de grande intensidade e tragédias provocadas por inundações e deslizamentos poderiam ser previstas com as técnicas da Astrometeorologia. Nesta, a casa 9 desempenha papel importante e as armas principais são as cartas de ingresso de Marte e Lua em Áries.

A passagem de ano de 2009 para 2010, no Rio de Janeiro, ficou marcada pela tragédia. A chuva torrencial que caiu ininterruptamente durante horas em praticamente todo o estado causou dezenas de mortos e deixou um rastro de devastação. O caso mais grave ocorreu na praia do Bananal, ilha Grande, em Angra dos Reis, quando a encosta atrás da Pousada Sankay, uma das preferidas por turistas abastados, desabou e soterrou o estabelecimento hoteleiro e várias casas vizinhas.

Fortes chuvas também assolaram as regiões Sudeste e Sul do País nessa época, causando mortes nos Estados de São Paulo, Rio, Minas, Espírito Santo, Paraná e Rio Grande do Sul.

Resumindo textos anteriores, publicados em Constelar:

nº 126, Astrometeorologia – Chuvas Torrenciais em Santa Catarina, e
nº 130, Previsões com Profecções, de 2009 a 2011.

  • A Meteorologia estuda fenômenos naturais ligados à atmosfera terrestre, como furacões, interação oceano-atmosfera, El Niño, frentes frias, geadas, nevascas e acontecimentos severos que ocorrem em períodos curtos em regiões localizadas. Segundo a técnica ou o equipamento utilizado, tem-se a Radiometeorologia, a Meteorologia com Radar, a Meteorologia por Satélites e a Astrometeorologia, fundamentada em princípios astrológicos.
  • Os fenômenos meteorológicos, como Forças da Natureza, estão basicamente ligados à casa 9, à força de Marte e à Lua, cuja força gravitacional determina movimentos na superfície terrestre.
  • Os ingressos de Marte e da Lua em Áries indicam acontecimentos meteorológicos na região geográfica dos ingressos; e os ingressos de Marte e da Lua nos outros Signos Cardeais (imediatamente anteriores aos eventos) concordam com a natureza do fenômeno e do signo.

Analisando concordâncias: o caso de Angra

Vejamos a seguir concordâncias desses princípios com inundações, deslizamentos
de terra e de rochas, soterramentos, destruição e mortes no Brasil, entre o final de 2009 e o início de 2010, nas regiões Sudeste e Sul.

  • Por serem fenômenos que ocorrem em diferentes regiões, e afetam todo país, os ingressos são considerados para Brasília (calculados com domificação Regiomontanus).

1.- Ingresso de Marte em Áries, construído para as 10:44:20 (-3:00) de 22.04.2009, em Brasília (fig.01).

Marte em Áries 2009

Fig. 01 - Ingresso de Marte em Áries em 22.04.2009.

Marte ingressa na casa 9, próximo ao Meio-Céu em Áries. Na casa 9 também estão no aquoso Peixes: o repentino Urano, regente da casa 8, das transformações e mortes; Vênus, regente da casa 4, do início e do fim, da base, do solo, das moradias; junto de Vênus e de Marte está a Lua, regente do Ascendente, também ligada a líquidos, e ao povo.

Netuno e Júpiter, dispositores de Urano, Vênus e Lua, estão na casa 8. Saturno, co-regente da casa 8, está retrógrado em Virgem, signo de Terra, na casa 3, dos deslocamentos – aumentando a importância do eixo formado pelas casas 9 e 3. Plutão, retrógrado, em oposição ao Ascendente, complementa o quadro de possibilidades trágicas.

O próximo ingresso de Marte em Áries (uma das duas cartas fundamentais para o estudo das previsões com profecções a partir de 2011), construído para Brasília, se dará as 01:51:06 (+3:00) de 02.04.2011, em Brasília (fig.02).

Ingresso de Marte em Áries 2011

Fig. 02 - Ingresso de Marte em Áries em 2.4.2011.

Esse ingresso tem Marte e Urano na cúspide da casa 3. Nessa casa, também em Áries, estão o Sol, Júpiter e Mercúrio retrógrado, regente da casa 8. Sendo que o Sol e Júpiter estão em oposição a Saturno, o outro regente do Ascendente, exaltado e retrógrado na casa 9. A Lua, no final de Peixes, caminha para a conjunção com Marte, e está em quadratura com o Centro da Galáxia (*) e com Dragão. São configurações que concordam com novo período de forte atuação de ‘Forças Superiores’, além das forças políticas.

(*) O programa Riyal considera esse ponto a 27º01’ de Sagitário, nessa época.

2.- Ingresso da Lua em Áries, imediatamente anterior às tragédias de Angra dos Reis e do Rio Grande do Sul, construído para as 09:39:30 (+2:00) de 24.12.2009, em Brasília (fig.03).

Ingresso da Lua em Áries 2009

Fig. 03 - Ingresso da Lua em Áries em 24.12.2009.

Nessa figura, a Lua se opõe a Saturno (que está na casa 8, próximo da cúspide da casa 9, regendo a casa 12 e o Asc) e está em quadratura com o Sol e com Plutão (regente do Meio-Céu). Mercúrio, regente da casa 8, está na aquosa casa 12, junto da Cabeça, ‘alimentando o Dragão’.

3.- Ingresso de Marte em Câncer, construído para as 14:15:26 (-3:00) de 25.08.2009 em Brasília (fig.04).

Ingresso de Marte em Câncer 2009

Fig. 04 - Ingresso de Marte em Câncer em 25.08.2009.

Nesse ingresso Marte rege a casa 4, e está em oposição a Plutão, retrógrado na casa 12. Em Virgem, na casa 9. estão o Sol (regente da casa 8), Saturno (regente do Ascendente) e Mercúrio (regente da casa 9). Sendo que Saturno e Mercúrio estão em oposição a Urano (regente da casa 2).

4.- Ingresso da Lua em Câncer, imediatamente anterior às tragédias de Angra dos Reis e do Rio Grande do Sul, construído para as 00:45:17 (-2) de 31.12.2009 em Brasília (fig.05).

Ingresso da Lua em Câncer dezembro 2009

Fig. 05 - Ingresso da Lua em Câncer em 31.12.2009.

Nesse ingresso, a Lua está no Meio-Céu, em oposição a Plutão e a Vênus, regente do Ascendente, no Fundo do Céu. Além de Plutão e Vênus, também estão em Capricórnio, na casa 4, o Sol, Mercúrio retrógrado, regente da casa 9, e a Cabeça. Saturno, dispositor desse agrupamento, está no Ascendente, em quadratura com a Lua. E Marte retrógrado se opõe a Netuno e a Júpiter.

5.- Ingresso de Marte em Capricórnio, construído para as 05:30:22 (-2:00) de 27.12.2008 em Brasília (fig.06).

Ingresso Marte em Capricórnio 2009

Fig 06 - Ingresso de Marte em Capricórnio 27.12.2008.

Nessa figura, Marte, Plutão, Lua, Sol, Mercúrio e Júpiter (regente do Ascendente) estão em Capricórnio, com os 4 primeiros na casa 1. Saturno, dispositor do agrupamento, está em Virgem, na casa 10. Praticamente juntos, estão Vênus e Netuno (regente da casa 4).

6.- Ingresso da Lua em Capricórnio, imediatamente anterior às tragédias de Angra dos Reis e do Rio Grande do Sul, construído para as 20:31:47 (-2:00) de 16.12.2009 em Brasília (fig.07).

Nessa figura a Lua, regendo o Ascendente, ingressa junto de Plutão, fazendo parte do agrupamento que se opõe ao Ascendente.  Lua e Plutão que estão em quadratura com Saturno. Na casa 9 está o repentino Urano, regente da casa 8. E na casa 8 estão Júpiter e Netuno.

Meteorologia e Astrometeorologia

O “I Workshop sobre Meteorologia Operacional e Defesa Civil”, realizado em Cachoeira Paulista (SP) entre 11 e 13 de novembro de 2009, mostrou o principal objetivo da meteorologia. Ou seja, o encontro, co-organizado pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), visava aprimorar a comunicação, entendimento e entrosamento entre as instituições de meteorologia, assim como melhorar a comunicação destes organismos com o Sistema Nacional de Defesa Civil (SINDEC) – para atender a população em situações de risco meteorológico e, fundamentalmente, evitar a perda de vidas em situações meteorológicas adversas. 

Nesse sentido, a Astrometeorologia pode complementar informações meteorológicas obtidas por Radar e Satélites, com a vantagem da maior antecedência, como demonstram as cartas de ingresso apresentadas neste texto.

Outros artigos de Raul V. Martinez.

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Darci Lopes - Retificação da carta natal | O Ascendente está no nome |
Raul V. Martinez - Astrometeorologia | O caso da tragédia de Angra dos Reis |

Edições anteriores

Tereza Kawall - Ney Matogrosso | Um Plutão que não se dobra | A dualidade Leão-Escorpião |
Redação -
Brasília, 50 anos | Constelar discute os dois mapas da capital |
Darci Lopes -
A hora na Astrologia | Retificando o mapa dos Estados Unidos |
Fernando Fernandes -
Marc Edmund Jones | O astrólogo genial de Hollywood |
Fernando Fernandes -
Niterói | Chuva, lixão e desespero |
Silvia Ceres - Comportamento | Júpiter e a falta de medida |
Fernando Fernandes - Perfil Astrológico | Zilda Arns, a heroína virginiana |
André Ricardo - Abordagens espiritualistas em Astrologia | Edir Macedo e os símbolos sabeus |
Daniel Nunes - Abordagens espiritualistas em Astrologia | Os elementos na formação do universo |
Zilá P. Saldanha - Abordagens espiritualistas em Astrologia | O corpo de balé clássico real |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva