Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 139 :: Janeiro/2010 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

ASTROLOGIA E CINEMA

Ensaio sobre a cegueira:
uma obra escorpiana por excelência

Sílvia Bacci

Um filme incômodo, violento, sobre um grupo de pessoas envolvido em uma situação-limite. Assim é Ensaio sobre a cegueira, adaptação para as telas do romance do escorpiano José Saramago. O signo solar do escritor português está presente em cada detalhe.

blindness cartaz do filme

Ensaio sobre a cegueira, obra do escritor português e ganhador do Prêmio Nobel José Saramago, tem a marca do signo solar de seu autor. Em 2008, o livro deu origem ao filme Blindness, sob a direção do premiado cineasta brasileiro Fernando Meirelles. O que teria intrigado Meirelles especificamente nesta obra? Para quem leu o livro ou assistiu o filme, não é difícil reconhecer na história diversos elementos que remetem a Escorpião e ao seu regente, o implacável planeta Plutão.

A cegueira branca

Ensaio sobre a cegueira é a história de uma epidemia que surge inexplicavelmente e rapta a visão das pessoas. Ao contrário da escuridão, os doentes vêem uma luz branca. O mal se alastra rapidamente e as autoridades decidem colocar os doentes em quarentena. Os direitos e as necessidades humanas são esquecidos, demonstrando a absoluta incompetência do Estado para lidar com uma crise deste porte. Isolados, os cegos, que a cada dia tornam-se um contingente maior de pessoas, lutam para satisfazer suas necessidades básicas e para manter a dignidade. Apenas uma personagem confinada não está cega: a mulher do médico, interpretada no filme pela atriz norte-americana Juliane Moore.

Sequestro, instinto, segredo e morte

A despeito dos detalhes do enredo, basta relacionar os temas envolvidos para que se faça a associação astrológica: o poder estabelecido que esmaga a individualidade por causa do seu radicalismo, a prática de confinar os cegos, que mais parece um sequestro, a necessidade de auto-preservação a qualquer custo, a força dos instintos, como o de sobrevivência e o sexual, e o indivíduo diante de uma situação-limite. A história envolve o leitor e o espectador, transmitindo a podridão do ambiente em que se passa. A sujeira que vai tomando conta do local onde os cegos estão confinados é perceptível a eles pelo odor insuportável e pelo tato. É o apodrecimento, simbolizado pelas águas turvas de Escorpião. A absurda situação em que estas pessoas se encontram vai abalando a estrutura psicológica de todos. A personagem da mulher do médico destaca-se na história por ter uma resistência, física e psicológica, típica dos escorpianos. Além disso, ela demonstra outra habilidade deste signo ao guardar um segredo, o de ser a única a enxergar, e de saber usá-lo na hora certa. A mulher do médico não só é capaz de matar alguém como o faz, pois tem sangue-frio suficiente e, em determinado momento da trama, percebe que não há outra saída.

Blindness cena do filme

"Os malvados" são a escória de Plutão

"Os malvados", como denomina Saramago, são os personagens que colocam os instintos acima da moral e da ética. Eles roubam, chantageiam e machucam os outros, tamanho é seu desespero no confinamento. “Os malvados” são liderados pelo personagem que se autodenomina Rei da Ala 3, interpretado furiosamente pelo ator mexicano Gael García Bernal. É como se o planeta Plutão tivesse roubado toda a necessidade de manter alguma forma de ordem ou de pudor. Uma das passagens mais tensas do livro tornou-se uma das cenas mais polêmicas do filme Blindness. Trata-se de um estupro coletivo. O diretor Fernando Meirelles reduziu o tamanho da cena, após realizar testes com o público e perceber que seu impacto era tão grande que colocava as pessoas contra o filme. A abordagem direta da sexualidade, em seus aspectos mais ou menos nobres, está ligada a Escorpião, o signo do desejo.

Uma alta aposta

O filme Blindness exigiu muito de todos os envolvidos em sua realização. Do escritor, Saramago, foi necessário desprendimento suficiente para suportar ver sua criação transposta à linguagem cinematográfica, o que não é pouco. “Cinema destrói a imaginação” teria dito ele, anos antes. Do diretor Fernando Meirelles, exigiu uma aposta bastante alta, ao adaptar uma obra aparentemente inadaptável, devido ao caráter marcante da escrita de Saramago e que é o livro preferido de muitos dos seus leitores. Meirelles ainda precisou encarar os protestos de associações em defesa dos direitos dos cegos, que o acusaram de retratá-los como monstros. Do elenco, o filme exigiu dedicação intensa e a participação em um “laboratório da cegueira”, sem o qual o realismo das atuações não existiria. E do roteirista, Don McKellar, exigiu um especial exercício de flexibilidade e análise, representando um dos maiores desafios de sua carreira. Amada ou odiada, “Ensaio sobre a cegueira”, assim como o signo de Escorpião, é uma obra que não passa despercebida, por sua intensidade e impacto.

Leia outros artigos de Sílvia Bacci.

Nota sobre o mapa de José Saramago

José Saramago carta natal

José Saramago - 16.11.1922, 14h (UT) - Aldeia de Azinhaga
(freguesia do concelho da Golegã, Portugal) - 008w53, 39n35.
Fonte: Astrotheme, França.

O escorpiano José Saramago tem Ascendente e Meio-Céu nos signos de Peixes e Sagitário, ambos regidos por Júpiter. O Sol está na cúspide da casa 9, o que reforça o sentido jupiteriano da carta desse escritor, cuja literatura transcendeu fronteiras e conseguiu tratar de temas universais. Contudo, Júpiter está na casa 8, em Escorpião, o que traz de volta a importância do signo solar. O trígono de Júpiter com Urano em Peixes no Ascendente dá a Saramago a amplitude de perspectiva que lhe permite tratar de situações-limite - como em Ensaio sobre a cegueira - ao mesmo tempo com a agudeza de Escorpião e com a dimensão filosófica de Sagitário-Peixes. Urano no Ascendente é também a centelha de rebeldia que fez de Saramago o intelectual iconoclasta, comunista e ateu. Marte em Aquário na 12 oposto a Netuno é outro aspecto que fala de insatisfação e idealismo, enquanto Lua-Saturno em Libra remetem ao estilo requintado, ao uso lúcido e intencional dos recursos de linguagem para criar uma estética toda própria.

Outros artigos de Silvia Bacci.

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Fernando Fernandes - Terremoto no Haiti | O mapa da tragédia | Zilda Arns, a heroína virginiana |
Raul V. Martinez
- Novas propostas | Vênus e os pentágonos estrelados | Bill Gates e Nova Iorque |
Silvia Bacci - Astrologia e Cinema | Ensaio sobre a cegueira |
Fernando Fernandes - Astrologia Coletiva | O fracasso do COP-15: quanto mais quente melhor |
Fernando Fernandes - O caso do menino Sean | O estilo Capricórnio de resolver problemas |
Equipe de Constelar - A última palestra de Valdenir Benedetti | O resgate em vídeo | Lua e criança interior |

Edições anteriores

Raul V. Martinez - Astrologia Eletiva | Os fundamentos | Seis casos práticos |
Carlos Hollanda - Comportamento | Entendendo Saturno em Libra |
Hanna Opitz - Pesquisa | Um novo mapa para um novo Brasil |
Fernando Fernandes - Astrologia Esportiva | Flamengo, o mais querido | O significado simbólico dos urubus |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva