Constelar Home
menu
Um olhar brasileiro em Astrologia
 Edição 132 :: Junho/2009 :: -

Busca temática:

Índices por autor:

| A - B | C - D | E - F |
| G - L
| M - Q | R - Z |

Explore por edição:

1998 - 2000 | 2001 - 2002
2003 - 2004 | 2005 - 2006
2007 - 2008 | 2009 - 2010
2011 - 2013 |

País & Mundo |
Cotidiano | Opine! |
Dicas & Eventos |

A CHAVE DA ASTROLOGIA

A tragédia com o Airbus da Air France

Raul V. Martinez

A técnica das profecções de Marte, Saturno e Lua permite uma leitura original do acidente com o Airbus da Air France que ceifou 228 vidas no Oceano Atlântico, durante uma viagem Rio-Paris.

Le Figaro - Capa- Um Airbus A330, da Air France, que saiu do Aeroporto do Galeão às 19h03 de 31 de maio de 2009, com destino a Paris, desapareceu entre o Brasil e a África, com 228 pessoas. Às 23h13 de Brasília o sistema automático do avião passou a enviar, por ondas de rádio, durante 4 minutos, mensagens que acusavam pane em instrumentos elétricos e despressurização da aeronave.

Esquerda: versão web do jornal Le Figaro anuncia a descoberta dos destroços do Airbus da Air France. Jornais brasileiros e franceses não falam de outro assunto no início de junho de 2009.

 

Como a ‘Chave Secreta da Astrologia’
comporta-se no estudo dessa tragédia

Ingresso de Marte em Áries - O ingresso de Marte em Áries, imediatamente anterior ao fato, construído para 15:44:20 (-2:00) de 22.04.2009, em Paris, é a figura 01 (domificação Regiomontanus).

Fig 01

Fig. 01

  • Marte ingressou em Áries, junto com a Lua e Vênus, sobre a cúspide da casa 8.
  • Urano também está próximo dessa cúspide, que é regida por Júpiter e por Netuno, conjuntos em Aquário e em quadratura com Mercúrio, regente do Ascendente e do Meio-Céu.
  • O Sol, regendo a casa 12, inicia a quadratura com o Dragão, e Saturno retrógrado se aproxima do Ascendente.

São configurações que apresentam concordâncias, não apenas com essa tragédia, mas também com possíveis transformações decorrentes da atual crise internacional, afetando a França e região.

Profecções na carta de ingresso de Marte em Áries - Entre o ingresso de Marte em Áries e o desaparecimento da aeronave transcorreram 39 dias; intervalo de tempo que gera os arcos de profecção:

  • para o Arcano 13 (transformação, morte)

39 x 13’ = 507’ = 8º27’. Urano (aviação, a falha no sistema elétrico), mais esse arco, vai para 3º15’ de Áries, na casa 8, em quadratura com Plutão retrógrado, regente de Escorpião, signo que está interceptado na casa 3, dos deslocamentos.
Mercúrio, planeta da casa 9 (viagens longas, estrangeiro, também deslocamentos), regente do Ascendente e do Meio-Céu, acrescido desse arco, passa para 0º41’ de Gêmeos, sobre o Meio-Céu (a repercussão).
Saturno, retrógrado no Ascendente (dificuldades, obstrução, a estrutura e o revestimento da aeronave - cujo rompimento levou à despressurização), mais 8º27’, passa para 23º52’ de Virgem, em oposição a Urano.
O Ascendente (algo físico), acrescido desse arco, fica a 16º03’ de Virgem, ainda em conjunção com Saturno. Devido a essa conjunção ter-se tornado exata antes, e Saturno ser um dos regentes da casa 6 (onde estão Júpiter, regente da casa 4, e Netuno - ligado a enganos - regente da casa 8), é provável que uma falha do processo de manutenção (feito por subalternos) tenha sido o fator determinante da tragédia.

  • para o Arcano 16 (destruição)

39 x 16’ = 624’ = 10º24’. Netuno, planeta da casa 6, regente da casa 8 (morte), dispositor de Urano, de Vênus e da Lua, mais esse arco, vai para 6º31’ de Peixes, em oposição ao Ascendente.

Ingresso de Saturno em Capricórnio - O ingresso de Saturno em Capricórnio, imediatamente anterior ao fato, construído para 11:25:47 (-2:00) de 12.11.1988, em Paris, é a figura 02. Saturno ingressou em Capricórnio na casa 1, em quadratura com Marte em Áries, entre a Lua e Urano de um lado, e Netuno do outro. Onde a Lua rege a casa 8, Urano rege Aquário interceptado na casa 2, e Netuno rege a casa 3. Em Escorpião estão Mercúrio, Plutão e o Sol, na casa 11.

Fig 02

Fig. 02

Profecções na carta de ingresso de Saturno em Capricórnio - Entre o ingresso de Saturno em Capricórnio e a queda do avião transcorreram 7505 dias. Intervalo de tempo que gera os arcos de profecção:

  • para o Arcano 12 (restrição, liberdade relativa)

7505 x 12’ = 90060’ = 4 x 360º + 61º00’. Marte, planeta da casa 3, regente da casa 4 (do fim) e da casa 12 (dos sofrimentos e das coisas ocultas), mais esse arco, vai para 2º20’ de Gêmeos, em conjunção com Júpiter retrógrado, em detrimento na casa 6. Sendo Júpiter o regente do Ascendente e co-regente da casa 3.
Netuno, o outro regente da casa 3, acrescido desse arco, passa para 9º13’ de Peixes, sobre a cúspide da casa 3, em trígono com Mercúrio, regente das casas 9 (viagens longas) e 7 (concorrentes, ou complementos).

  • para o Arcano 15 (da concretização dos fatos)

7505 x 15’ = 112575’ = 5 x 360º + 76º15’. Netuno, regente da casa 3, mais esse arco, vai para 24º28’ de Peixes, ainda em quadratura com a Lua, no Ascendente, regente da casa 8.
A Lua, acrescida desse arco, passa para 9º45’ de Peixes, na cúspide da casa 3.

Ingresso da Lua em Câncer - O ingresso da Lua em Câncer, imediatamente anterior ao fato, construído para 08:57:49 (-2:00) de 26 de maio de 2009, em Paris, é a figura 03. A Lua, regendo o Ascendente, ingressou em Câncer na casa 12, em oposição a Plutão retrógrado na casa 6, sendo Urano o planeta mais elevado. A conjunção de Júpiter com Netuno (regentes do Meio-Céu), no mesmo grau, se dá na casa 9, em quadratura com Mercúrio retrógrado.

Fig 03

Fig. 03

Profecções na carta de ingresso da Lua em Câncer - Entre o ingresso da Lua em Câncer e o horário das 23h13, quando começaram as transmissões automáticas dos problemas que levaram à tragédia, transcorreram 134h15, ou 134,25 horas. Intervalo de tempo que gera o arco de profecção, ligado ao Arcano 18 (significador geral dos acontecimentos):

134,25 x 18’ = 2416’ = 40º16’. Saturno, planeta da cúspide da casa 4, um dos regentes das casas 8 e 9, mais esse arco, passa para 25º15’ de Libra, em oposição a Marte.
Marte, dignificado, mais esse arco, vai para 6º04’ de Gêmeos, ainda em conjunção com o Sol, regente das casas 2 e 3.

Imagens Simbólicas, da Volosfera e do Calendário Tebaico, para os graus do Ascendente e do Meio-Céu da figura astrológica construída para as 19h03, quando a aeronave saiu do Galeão:

- para o Ascendente (6º53’ de Capricórnio):

Capricórnio 07 - Em um interior sombrio, dois homens e uma mulher confabulam. Diante deles estão colocadas pequenas estatuetas e um coração perfurado com pregos.

ou – Dois homens em pé com uma mulher.

‘ - e para o Meio-Céu (26º46’ de Virgem):

Virgem 27 - Uma oficina de marceneiro: bancada sobre a qual se vêem numerosas ferramentas em mau estado, e, em uma extremidade, o patrão com os braços balançando e com um ar triste, enquanto um trabalhador, com ar radiante, agarra a outra extremidade da bancada e parece arrastá-la para ele.

ou – Dois homens em pé, imóveis.

Concluindo

Constatou-se que existem concordâncias entre a ocorrência da tragédia com o avião da Air France e as profecções vistas - profecções que poderiam ter sido feitas com antecedência. Mas, supondo que isso tivesse ocorrido, e que as indicações fornecidas pela ‘Chave Secreta’ tivessem sido conhecidas e aceitas, como a tragédia poderia ser evitada, ou substituída por algo menos traumático.

NOTA DO EDITOR

No texto original, Raul V. Martinez utiliza o horário de 19h30 para a decolagem do avião, divulgado por alguns meios de comunicação logo após a tragédia. Contudo, o horário correto, citado pela maior parte da imprensa, é o de 19h03 (hora de Brasília) de 31.5.2009. Assim, fizemos o recálculo do mapa e introduzimos acima as imagens corretas da Volosfera e do Calendário Tebaico. A imagem do Ascendente na Volosfera sugere magia negra (estatuetas, coração perfurado), ou seja, um malefício proposital causado a outrem. Pode ser traduzida, portanto, como uma possibilidade de sabotagem ou atentado à aeronave.

Já a imagem da Volosfera para o Meio-Céu mostra duas figuras contrastantes: um patrão triste, com ar impotente (os dirigente da Air France ou as autoridades dos países envolvidos), e um trabalhador radiante diante de uma bancada cheia de ferramentas em mau estado (representando uma aeronave com problemas de manutenção, ou os próprios destroços da aeronave, após a queda).

Por que um trabalhador ficaria radiante diante de problemas de conservação ou mesmo de destroços? Apenas se tivesse interesse em causas prejuízos propositais, o que reforça a sugestão de sabotagem ou atentado presente na imagem do Ascendente.

Tal hipótese, por mais fantasiosa que pareça, ganha força ao percebermos a presença de Plutão junto ao Ascendente do mapa da decolagem e de Urano no Fundo do Céu em oposição à Parte da Fortuna no Meio-Céu.

Fernando Fernandes

Outros artigos de Raul V. Martinez.

Comente este artigo |Leia comentários de outros leitores



Atalhos de Constelar | Voltar à capa desta edição |

Carlos Hollanda - Em cima dos fatos | Quíron e o desaparecimento do Airbus da Air France |
Gregório Pereira de Queiroz | Tempo tanto quanto espaço | O Quente, o Úmido, o Frio e o Seco |
Raul V. Martinez | A chave secreta da Astrologia | A tragédia com o Airbus da Air France nas profecções |

Edições anteriores

Gregório Pereira de Queiroz - Tempo tanto quanto espaço | O que os astros têm a ver comigo | A Harmonia das Esferas |
Fernando Fernandes
- A gripe suína e a vingança de Montezuma | Gripe suína e peste negra | A vingança de Montezuma |
Ana Teresa Ocampo - Astrologia e Medicina | Epidemias e Epidemiologia |
Fernando Fernandes e Ana Teresa Ocampo - Peste negra, o Apocalipse do século XIV | O mapa do horror na Europa | A peste vista pelos astrólogos da época |


Cadastre seu e-mail e receba em primeira mão os avisos de atualização do site!
2013, Terra do Juremá Comunicação Ltda. Direitos autorais protegidos.
Reprodução proibida sem autorização dos autores.
Constelar Home Mapas do Brasil Tambores de América Escola Astroletiva